Corinthians espera 'bolada' para pagar atrasados

Corinthians espera 'bolada' para pagar atrasados

Carteira cheia! Corinthians espera "bolada" para pagar atrasados

Carteira cheia! Corinthians espera "bolada" para pagar atrasados

O Corinthians quer terminar o mês de 2014 zerado em dívidas com seus principais jogadores. O time espera uma injeção de R$ 19,5 milhões do contrato com a Caixa e da venda do volante Edenílson para a Udinese, para a Itália. A expectativa é que as dívidas sejam sanadas até o final do ano que vem.

Alexandre Pato, Ralf e Emerson são os jogadores quem tem seus vencimentos atrasados. Juntos, eles precisam receber cerca de quatro milhções de reais, o que tem tirado o sono de alguns dirigentes do Timão, mas estes novos acordos vieram para dar um gás nas contas da equipe.

No início da próxima semana, o Corinthians assinará um novo contrato com a Caixa e receberá cerca de quinze milhões de reais, cinco das últimas parcelas de 2013 e o restante dos quatro primeiro meses de 2014, isso somado aos 40% do valor da venda de Edenílson, cerca de 4,5 milhões.

Após um ano de 2013 gordo, com a grana do Mundial de Clubes e a disputa da Libertadores, o Corinthians vive uma época de vacas magras. O presidente Mario Gobbi sofre para manter as contas em dia e vem sendo bastante criticado pela oposição corintiana por isto.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Romarinho anotou cinco gols em cinco jogos contra Palmeiras

    Romarinho manda recado ao elenco do Corinthians antes de clássico contra Palmeiras

    ver detalhes
  • Camisa que será usada na noite desta quarta-feira

    Corinthians divulga imagem do uniforme que será usado contra Palmeiras; confira

    ver detalhes
  • Com Balbuena e Pablo na defesa, Timão tenta derrotar arquirrival dentro de seus domínios

    Corinthians volta à Arena em primeiro teste de Carille contra Palmeiras

    ver detalhes
  • Fiel apoiou Timão no treino pré-Dérbi em Itaquera

    Fiel provoca rival na Arena: 'Você não vive sem a Série B'; assista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes