"Foi muito ruim, inadmissível", reclama Mano após 5 a 1

"Foi muito ruim, inadmissível", reclama Mano após 5 a 1

Mano Menezes se mostrou abatido após derrota

Mano Menezes se mostrou abatido após derrota

Mano Menezes não escondeu o seu descontentamento com a goleada por 5 a 1 sofrida pelo Corinthians diante do Santos, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro. O técnico enfatizou que não pode aceitar um resultado como esse, tendo em vista a qualidade do elenco da equipe alvinegra, que agora está mais pressionada depois de ter sofrido a sua segunda derrota seguida no Campeonato Paulista - antes caiu por 1 a 0 diante do São Bernardo, no Pacaembu.


'Faltou tudo. Quando você perde de 5 a 1 um clássico como esse é porque o adversário fez tudo bem, pelo menos a maior parte do jogo bem e a gente fez a maior parte do jogo mal, nos fundamentos do jogo. Foi muito ruim, muito abaixo, foi inadmissível para uma equipe do nosso porte, com a capacidade que temos', ressaltou Mano, que agora já começa a juntar os cacos visando o duelo deste domingo, contra a Ponte Preta, às 17 horas, no Moisés Lucarelli, em Campinas.

'Agora é reunir as nossas forças, fazer as análises internas, tomar as atitudes que precisamos tomar para em um curto espaço de tempo darmos uma resposta muito melhor do que essa que demos hoje (quarta)', completou o comandante, que durante a entrevista coletiva que concedeu após o clássico, em local improvisado dentro do próprio gramado da Vila Belmiro, ouviu gritos de protesto de torcedores corintianos. Ao ser questionado sobre a atitude da torcida, o treinador enfatizou: 'A torcida tem todo o direito de reclamar'.

Já ao comentar o bom desempenho santista no clássico, Mano disse que não 'gosta muito de ficar analisando o adversário', mas reconheceu: 'O Arouca fez um grande jogo, o meio-campo do Santos fez um grande jogo, e o Santos tem um meio-campo de qualidade'.

E Mano sabe que apenas uma vitória neste domingo poderá acalmar os torcedores do Corinthians, que estacionou nos seis pontos no Grupo B do Paulistão, do qual é vice-líder, enquanto o Botafogo lidera com nove pontos. 'O Corinthians não pode perder jogos consecutivos, pois sabemos da história do clube e do que pode atrapalhar. Precisamos responder no domingo, precisamos ficar lúcidos', alertou.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assumiu presidência do Corinthians em fev/2015 e segue até fev/2018

    Conselheiros barram votação do impeachment, e Roberto de Andrade segue presidente do Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes