Mano pede ataque unido no Timão e evita esquema tático de Tite

Mano pede ataque unido no Timão e evita esquema tático de Tite

O técnico Mano Menezes não pretende utilizar o esquema tático preferido de Tite, seu antecessor no comando do Corinthians, na atual temporada. Contra a Ponte Preta, neste domingo, às 17h (horário de Brasília), no estádio Moisés Lucarelli, o atacante Romarinho ganhará função mais recuada, com Emerson Sheik e Paolo Guerrero no ataque. Mudar para o 4-2-3-1? O novo treinador prefere evitar, já que acredita que o setor ofensivo seria prejudicado.
– O Emerson entrou no lugar do Rodriguinho, mas não é para fazer a função dele. É um sistema diferente. O Romarinho vai jogar mais atrás nessa formação. Busco ter um jogador de aproximação com o Guerrero, para que a equipe não fique com ponta de um lado, centroavante, e outro ponta. Os jogadores ficariam muito distantes e passaríamos a sofrer com problemas que estamos tentando solucionar – explicou.
A atuação na goleada por 5 a 1 sofrida para o Santos, na última quarta-feira, assustou Mano Menezes. Com o "buraco" no meio-campo, tanto defensiva quanto ofensivamente, o técnico sacou Rodriguinho para a entrada de Emerson Sheik, um dos poucos que não comprometeram na derrota para o rival. Danilo, tão criticado quanto o meio-campista substituído, foi mantido na formação principal e será o responsável pela armação contra a Ponte.
Objetivo, Mano deixou claro que não se importa que o ataque continue sendo econômico em gols, desde que o Corinthians saia de campo com os três pontos. No Brasileirão do ano passado, a equipe teve o segundo pior ataque entre os 20 clubes, à frente apenas do lanterna Náutico. Emerson, titular do Timão neste domingo, balançou as redes pela última vez no dia 31 de julho do ano passado e fechou a temporada com apenas cinco gols marcados.
– Fico feliz com vitórias simples porque os resultados são importantes para ir evoluindo. Eles vão dando confiança. Se for possível apresentar um bom futebol, como fizemos em momentos isolados nesses primeiros jogos, vamos atingir o nível esperado – opinou.
Até aqui, o Corinthians acumula duas vitórias e duas derrotas em 2014. Superou a Portuguesa por 2 a 1 e o Paulista de Jundiaí por 1 a 0. Depois, foi derrotado por 1 a 0 pelo São Bernardo e goleado por 5 a 1 pelo Santos.

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Rodriguinho enfrenta o Patriotas na Colômbia; fora Gabriel, Carille promove quatro novidades

    Em treino na Colômbia, Carille define escalação do Corinthians para jogo da Sul-Americana

    ver detalhes
  • Cássio ergue taça de campeão paulista 2017; jogador está perto de atingir 300 jogos

    Perto dos 300 jogos, Cássio elege Corinthians de 2017 o melhor grupo do qual fez parte

    ver detalhes
  • Da arquibancada para o campo: estádio de adversário do Corinthians não tem alambrado; veja vídeo

    Da arquibancada para o campo: estádio de adversário do Corinthians não tem alambrado; veja vídeo

    ver detalhes
  • Romarinho foi protagonista da final da Libertadores há cinco anos

    Viraliza na web versão de gol do Romarinho narrado por Galvão Bueno; assista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes