'Saldão' de vendas fará Corinthians economizar R$ 4,5 milhões

'Saldão' de vendas fará Corinthians economizar R$ 4,5 milhões

A frase de Mano Menezes explica em parte as recentes movimentações feitas no elenco corintiano. Campeão de tudo com Tite, o Corinthians caiu de produção em 2013 e na opinião do novo treinador, precisa encontrar uma nova cara.

O restante da explicação tem fundo financeiro.

Ao vender Douglas para o Vasco e Alexandre Pato ao São Paulo em troca de Jadson o Corinthians se livra de atletas que não têm dado resultado dentro de campo e que ainda por cima possuem dois dos cinco maiores salários do time. Mais barato ao clube, Ibson também deu adeus recentemente e foi para o Bologna, da Itália.

Quem também está no top 5 dos mais bem pagos é Emerson Sheik, outro com desempenho contestado e prestes a sair. Os dirigentes paulistas estão dispostos a negociar o herói do título da Libertadores e por mais que neguem oficialmente, já entraram em negociação com o Grêmio. Especula-se que Kleber Gladiador poderia sem envolvido no acordo, o que o Corinthians mais uma vez nega.

A estimativa é de que se economize R$ 4,5 milhões em um ano abrindo-se mão de Douglas, Sheik e Pato, ainda que parte dos salários do terceiro continue sendo responsabilidade corintiana durante o empréstimo ao São Paulo. Dividindo os rendimentos de Pato com o rival e arcando com o salário integral de Jadson, o Alvinegro deve poupar R$ 150 mil por mês.

Mano Menezes aprova chegada de Jadson e acredita em 'todos os lados satisfeitos' com a negociação
Nada mal para um clube que acumula inúmeras dívidas no início de 2014. O próprio Pato tem, assim como o volante Ralf, valores a receber do Corinthians. A compra do meia Rodriguinho, realizada no ano passado, ainda não foi paga ao seu ex-time, o América-MG.

Junto com a economia, os dirigentes no Parque São Jorge devem comemorar em breve o adiantamento de R$ 47 milhões dos R$ 110 mi depositados anualmente pela TV Globo por direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro e o primeiro pagamento da Caixa Econômica Federal após a assinatura - que deve ser feita nesta quinta-feira - da renovação do contrato de patrocínio que dá direito ao principal espaço na camisa usada por Romarinho, Guerrero e cia.

Longe da sala do departamento financeiro, no gramado do Centro de Treinamento Joaquim Grava, Mano Menezes sonha com os reforços que estes milhões podem trazer.

"Todos os jogadores que estão aqui têm muita qualidade, mas faz um bom tempo que estamos esperando a próxima partida da reação e ela não estava vindo. Algumas questões chegaram nesse momento de tomar as decisões pra que a gente construa um novo clube, novos jogadores."

Um dos primeiros pedidos do técnico deve ser por um centroavante. "Quando colocamos o Pato para fazer a função do Guerrero ele saiu muito da área, e isso criava uma dificuldade para a equipe jogar. Foi um dos problemas de produtividade que tivemos com o Pato. Então, temos certamente que encontrar outro jogador no mercado que possa com uma característica um pouco diferente, com um pouco de profundidade, fazer essa referência."

Fonte: Site ESPN

Veja Mais:

  • Timão conquistou Paulistão sobre a Ponte Preta; times voltam a se enfrentar logo na abertura de 2018

    Corinthians e Ponte Preta reeditam final na abertura do Paulistão 2018; veja a tabela

    ver detalhes
  • Os 10 momentos mais marcantes do Hepta

    VÍDEO: Os 10 momentos mais marcantes do Hepta

    ver detalhes
  • Alessandro Nunes e Roberto de Andrade são responsáveis por formar elenco de 2018

    Presidente do Corinthians estabelece número ideal de contratações para 2018 e promete time forte

    ver detalhes
  • Timão encara o arquirrival Palmeiras na ida da final da Copa do Brasil

    Com entrada gratuita, Arena Corinthians recebe decisão do Sub-17

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes