Empresário de Pato diz que Mano não queria mais o atacante no Corinthians

Empresário de Pato diz que Mano não queria mais o atacante no Corinthians

Por Meu Timão

Mano Menezes não queria mais o Pato

Mano Menezes não queria mais o Pato

Foto: Eduardo Viana/ LANCE!Press

Nessa sexta-feira, uma matéria publicada no Lancenet mostrou uma entrevista em que o empresário de Alexandre Pato alegou que Mano Menezes, treinador do Corinthians, não queria mais o camisa 7 no Timão.

Segundo Gilmar Veloz, o atacante não era importante para o novo sistema tático do Corinthians e por isso veio a troca com Jadson:

- Ele (Pato) ficou sem espaço com o novo técnico, que queria o Jadson, não o Pato. Ele tinha outra ideia, outro sistema tático na cabeça. O Pato não era importante para o esquema do Mano. Ele pedia um meia. Ganhou. Conheço o Jadson, gosto dele - disse o agente do jogador.

Gilmar também garantiu que Pato está levando a situação numa boa e que Pato buscar renovar seu futebol no clube do Morumbi.

- O São Paulo é um grande clube, disputa todos os títulos. O Pato é jovem. Começa uma nova etapa na carreira. Ele não estava nos planos do técnico Mano Menezes. Sobrou, aí, mudou de clube. Ele é profissional. Não está chateado - declarou o Gilmar.

Veja Mais:

  • Sub-17 do Corinthians vai a campo nesta quarta-feira, pela final da Copa do Brasil

    Na Arena, Corinthians recebe Palmeiras em primeiro jogo da final da Copa do Brasil Sub-17

    ver detalhes
  • Arana deve trocar Corinthians pelo Sevilla nos próximos dias

    Corinthians estabelece condição para vender Arana ao Sevilla; entenda os valores

    ver detalhes
  • Warian é um dos que pode ser emprestado; Maycon, que foi para a Ponte e voltou para ser titular, vira exemplo

    Por mais rodagem, parte dos jovens do elenco do Corinthians pode ser emprestada; veja candidatos

    ver detalhes
  • Pablo já disse mais de uma vez que quer permanecer no Corinthians

    Corinthians sobe oferta e espera sim de Pablo: 'Espero que seja suficiente'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes