Para dirigentes, estilo de vida refinado isolou Pato no Corinthians

Para dirigentes, estilo de vida refinado isolou Pato no Corinthians

Pato não deu certo no Corinthians porque tem um requintado estilo de vida, com gostos bem diferentes dos demais jogadores do time. Essa é uma das explicações de diretores do clube para justificar o fracasso do atacante no Parque São Jorge.

A tese é de que Pato frequentava as altas rodas de Milão mais do que qualquer outro jogador brasileiro em países europeus. E desde muito cedo. Assim, cultivou hábitos não compartilhados pela maioria de seus colegas brasileiros.

Dirigentes do clube avaliam que o fato de pensar e agir de maneira distinta criou barreiras entre o atacante e seus companheiros. O relacionamento ficou prejudicado e acabou interferindo no rendimento do atleta, na opinião de parte da cartolagem. O ex-milanista não teria sido bem digerido pelo grupo, ficando isolado.

Mas parte dos diretores tem uma explicação que combina com o que boa parcela da torcida alvinegra pensa: Pato não entendeu o que é o Corinthians. E sem compreender o clube não modificou seu jeito frio de jogar, não mostrou a raça tão desejada pelos torcedores.

Seja pela primeira tese ou pela segunda, o clube avaliou que seria impossível o atacante voltar a atuar em alto nível no Corinthians. Por mais que doa, preferiram ver Pato tentar se reerguer no rival São Paulo e ainda pagarem parte dos salários.

Fonte: Blog do Perrone

Veja Mais:

  • Treino com torcida na Arena Corinthians não é novidade

    Organizadas pedem e último treino antes do Dérbi terá presença da torcida na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes