Desafio é 'embelezar' as arquibancadas provisórias da Arena Corinthians

Desafio é 'embelezar' as arquibancadas provisórias da Arena Corinthians

9.5 mil visualizações 54 comentários Comunicar erro

SÃO PAULO - O maior desafio para a colocação das arquibancadas provisórias na Arena Corinthians é adequar a estrutura temporária ao projeto original, que já recebeu prêmios importantes de arquitetura pela beleza. E o Estado mostra em primeira mão como será feita essa adaptação, que tentará oferecer ao torcedor o mesmo padrão que ele terá em outros setores do estádio. A obra é importante porque somente por causa dessa ampliação de 19,8 mil lugares o estádio poderá receber a abertura da Copa de 2014.

A empresa escolhida para fazer o trabalho foi a Fast Engenharia, que atualmente coloca as fundações para a instalação dos prédios. "Não terá nível inferior nenhum, isso é fato. Quem vê de perto, de longe ou do campo não vai saber falar o que será fixo ou provisório", diz Antônio Domingos Fasolari, diretor-presidente da empresa.

Atrás de cada um dos gols ficarão os maiores espaços, com capacidade para 8.800 pessoas cada. Neles haverá os mesmos serviços do restante do estádio, como banheiros, lanchonetes, postos de saúde e tudo mais. Inclusive elevadores, sendo que dois deles serão utilizados apenas para o transporte de carga. "As arquibancadas provisórias terão o mesmo conforto do restante do estádio em tudo: acessibilidade, banheiros, bares, assentos. Para se ter uma ideia, as pias são de louça, como nos outros pontos", afirma Fasolari.

Os números são até curiosos. A quantidade de louça para a estrutura provisória é grande. São 250 mictórios, 232 bacias sanitárias e 178 lavatórios, por exemplo, em 1.200 metros quadrados de banheiros. Para não deixar a estrutura metálica à vista, uma "tela" de Sombrite vai cobrir as arquibancadas provisórias, mas ela será vazada para deixar o vento passar.

O executivo explica que o torcedor que comprar ingresso para a Copa e ficar no setor não sentirá diferença em relação aos outros assentos de arquibancada do estádio. "O objetivo é fazer a obra com as mesmas características do restante do estádio. Os tipos de cadeiras, o tipo de fechamento, de acabamento, tudo isso é completamente igual ao resto do estádio", diz Fasolari, fazendo uma comparação com a Fonte Nova, em Salvador, que também terá assentos provisórios na Copa do Mundo. "Lá também é assim. A beleza e o acabamento são tão perfeitos que ninguém percebe o que é fixo e o que é provisório naquele espaço móvel de cinco mil lugares."

Fonte: Estadão

Veja Mais:

  • Timão levou gol bizarro em Campinas e só empatou com Red Bull

    Defesa bate cabeça, e Corinthians tropeça diante do Red Bull em noite de gols contra

    ver detalhes
  • Reservas do Timão ganharão chance em jogo-treino nesta terça

    Após empate em Campinas, Corinthians e Red Bull voltam a se enfrentar nesta terça-feira

    ver detalhes
  • Rodriguinho falou após empate do Timão em Campinas

    Rodriguinho tenta explicar gol anulado e cobra melhora do Corinthians

    ver detalhes
  • Marllon já posou para foto com a camisa do Corinthians

    Corinthians anuncia contratação de Marllon, que assina contrato de quatro temporadas

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes