Seleção do Paulistão no ataque e com técnico salvador. Confira!

Seleção do Paulistão no ataque e com técnico salvador. Confira!

Seleção do Paulistão no ataque e com técnico salvador. Confira!

Seleção do Paulistão no ataque e com técnico salvador. Confira!

Emoção na busca por vagas na segunda fase, bem como na luta contra o rebaixamento. A 11ª rodada do Campeonato Paulista ?' o PAULISTÃO CHEVROLET ONIX ?' contou com ótimo desempenho dos grandes clubes. Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo saíram de campo com a vitória.


O Peixe continua com a melhor campanha na classificação geral e lidera com folgas no Grupo C, seguido pelo Palmeiras líder do Grupo D. Os outros dois grupos têm domínio de times do Interior. No Grupo A, mesmo com a derrota para o Botafogo, o Penapolense está à frente do São Paulo. Já o Botinha domina o Grupo B, onde o Corinthians é só o terceiro.

A Seleção da 11.ª Rodada tem 'destaques' tanto dos grandes como dos times do Interior. E vem bastante ofensiva, num 4-4-2, com três meias e um ataque leve. O escolhido para comandar este timaço é Fahel Júnior, do Rio Claro.

Craque da rodada: Luciano (Corinthians)
Os dois gols que garantiram a vitória tranquila do Timão garantiram à jovem promessa do Avaí o status de craque da rodada. Será que surge mais uma grande estrela corintiana?

Lance da Rodada: Alemão (Ituano)
Zagueiro marcou o gol de número 500 do Ituano na história do Paulistão. Na comemoração, os companheiros do jogador contraria, a lógica do carnaval, ignoraram a febre do 'Lepo Lepo' e fizeram dancinha da Xuxa. Detalhe, o jogador tem o apelido de Xuxa.

Confira a Seleção FI da 11ª rodada:

Roberto (Ponte Preta);

Luís Ricardo (São Paulo), Alemão (Ituano), Lúcio (Palmeiras) e Bryan (Portuguesa);

Fernando Bob (Ponte Preta), Wanderson (Portuguesa), Geuvânio (Santos) e Gabriel (Santos);

Luciano (Corinthians) e Danilo Alves (Atlético Sorocaba);

Técnico: Fahel Júnior (Rio Claro)

Goleiro: Roberto (Ponte Preta)
Líder dentro de campo, Roberto mostra a cada partida que passa porque já é considerado um ídolo pela torcida pontepretana. Na sofrida vitória diante do Oeste, por 2 a 1, fez três grandes defesas, sendo duas delas no ângulo, e não teve culpa no gol adversário. Além disso, contou com a sorte nos minutos finais, quando Pablo cabeceou a bola no travessão.

Lateral-direito: Luís Ricardo (São Paulo)
Diferentemente dos últimos jogos, o jogador atuou mais adiantado, como um meia aberto pela direita. E pelo visto a escolha do técnico Muricy Ramalho deu certo. O jogador teve mais liberdade e até invadiu a área para deixar sua marca. Como a briga por uma vaga no meio-campo da Seleção está quente, Luís Ricardo ficou na defesa.

Zagueiro: Alemão (Ituano)
Ao lado de Anderson Salles, o zagueiro-artilheiro do Galo de Itu, ele se encaixou perfeitamente. E como prêmio por sua dedicação marcou um gol histórico para o Ituano: o gol de número 500 dentro do Paulistão, desde 1990,a primeira participação do clube na elite estadual. Na comemoração, os companheiros foram abraçar o colega querido e chamado carinhosamente de chuva, foramram uma rodada e começaram a cantar. Uma bela brincadeira e levada 'na boa' pelo zagueirão.

Zagueiro: Lúcio (Palmeiras)
O veterano está, a cada rodada, provando que a diretoria do São Paulo errou ao ignorá-lo em 2013. Na vitória do Palmeiras sobre o São Bernardo, Lúcio teve mais uma grande atuação e segurou o bom ataque adversário. Além disso, ainda arriscou algumas subidas e até deu um chapeuzinho em um rival.

Lateral-esquerdo: Bryan (Portuguesa)
Apesar das críticas de alguns torcedores, Bryan é um mais regulares desde que Argel Fucks foi contratado e contra o Mogi Mirim teve novamente uma atuação segura. Marcando e atacante com a mesma intensidade, o lateral ainda evitou o gol de empate do Mogi Mirim ao salvar chute de Fernando Baiano em cima da linha.

Volante: Fernando Bob (Ponte Preta)
No último sábado, fez lembrar suas grandes exibições na Copa Sul-Americana do ano passado e mostrou que a Ponte Preta é outra quando está em campo. Puxou o contra-ataque que terminou com o gol de Ademir logo aos cinco minutos e quase Silvinho amplia após outra boa jogada do volante. Fernando Bob é aquele que marca e tem muita qualidade para sair jogando. Quando a Macaca ficou com um a menos, se desdobrou para garantir a vitória. Após o apito final, caiu exausto no gramado.

Meia: Wanderson (Portuguesa)
É um dos intocáveis de Argel Fucks e contra o Mogi Mirim mostrou o porque goza da confiança do treinador. Ao lado de Rondinelly, deixou os volantes adversários perdidos e hora ou outra aparecia levando perigo ao goleiro Reynaldo. Quando o adversário esboçava uma pressão, Wanderson recebeu dentro da área, cortou o zagueiro no domínio e bateu no ângulo, fazendo o segundo para a Lusa.

Meia: Geuvânio (Santos)
Se fosse possível, quase todos os jogadores do Santos que jogaram do meio para a frente contra o Bragantino teriam que estar na Seleção FI. Então, Geuvânio está representando todos seus companheiros. O camisa 10, que havia tido uma pequena queda de produção nos últimos jogos, voltou a desequilibrar e marcou dois gols na goleada por 5 a 0. Ele ainda deu assistência para Gabriel deixar sua marca.

Meia: Gabriel (Santos)
Apontado como substituto de Neymar, o atacante atuou mais recuado na goleada sobre o Bragantino, por 5 a 0. Mesmo fora de posição, o jogador foi um dos grandes destaques do Peixe. Além de ter marcado um gol, mostrou muita versatilidade, buscando jogo no meio e servindo os companheiros.

Atacante: Luciano (Corinthians)
O jovem de 20 anos, contratado do Avaí, mostrou ter estrela. Ele entrou em campo no final do primeiro tempo, para substituir o lesionado Guerrero. Em pouco mais de meio tempo, o meia-atacante anotou dois gols. Detalhe, o peruano está há nove jogos sem marcar. Será que surgiu outro ídolo alvinegro.

Atacante: Danilo Alves (Atlético Sorocaba)
No primeiro tempo, quando o Osasco Audax dominou a posse da bola, Danilo Alves tentou várias jogadas individuais e até chegou a oferecer perigo. Toda a entrega fez o jogador sentir um mal estar, tanto que precisou sair do campo para vomitar. Mas mostrou vontade em ajudar o Galo e ficou até o fim da partida. Acabou sendo recompensado com um bonito gol, aos três minutos do segundo tempo. O atacante cortou o zagueiro e bateu de bico no cantinho.

Técnico: Fahel Júnior (Rio Claro)
O Rio Claro está virtualmente livre do rebaixamento no Paulistão. E deve muito disso ao técnico Fahel Júnior. Mesmo com um elenco modesto em mãos, o treinador faz um trabalho exemplar. Não bastasse o fato de estar praticamente da degola, o Azulão ainda luta por uma das vagas no Grupo D.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Campeonato Brasileiro agora tem quatro, e não três, vagas à fase de grupos da Libertadores

    Conmebol anuncia novidade, e Corinthians volta ao páreo por vaga direta na Libertadores

    ver detalhes
  • Alan Santos tem conversas avançadas com Corinthians

    Corinthians negocia contratação de volante do Coritiba, diz portal

    ver detalhes
  • Giovanni Augusto treinou como lateral nesta terça-feira

    Giovanni na lateral, mudança na zaga e susto de Rildo: o treino desta terça do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians encara o Cruzeiro neste domingo, no Mineirão

    Resultado no Mineirão vale mais que os três pontos para Corinthians e Cruzeiro; entenda

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes