Timão pode ser punido por invasão ao CT

Timão pode ser punido por invasão ao CT

Vândalos invadiram o CT do Parque Ecológico para agredir os jogadores

Vândalos invadiram o CT do Parque Ecológico para agredir os jogadores

Foto: Divulgação

Pouco mais de um mês após a invasão ao CT do Parque Ecológico, o Corinthians ainda enfrenta problemas por causa dos atos de vandalismo das torcidas organizadas do clube durante o incidente. Ontem, o Sindicato dos Atletas de São Paulo entrou com ação na Justiça do Trabalho contra o Timão exigindo indenizações aos jogadores.

O sindicato cobra R$ 6,2 milhões do Alvinegro em indenizações. São R$ 100 mil para cada um dos 31 atletas por 'danos morais' e mais R$ 100 mil para cada um deles por 'insegurança no ambiente de trabalho'.

Na ação, a entidade acusa o Corinthians de manter estreitas ligações com as torcidas organizadas e, por isso, teria facilitado a entrada delas no clube. Além disso, o sindicato também afirma que o Timão  é comandado pela Gaviões da Fiel. 

'Muito embora o réu (Corinthians) afirme aos meios de comunicação que não tinha conhecimento nem condições de impedir os atos de barbárie, dizendo-se, igualmente, vítima dos atos perpetrados por terceiros contra os atletas, tal situação não se sustenta', explica um trecho da ação feita pelo Sindicato dos Atletas. 

'Conforme se verificou pelas diligências policiais, a quase totalidade dos invasores pertencia a uma das diversas torcidas organizadas que atuam junto ao clube réu. Tais torcidas  são participantes ativos no clube, quase donos!', acusa o sindicato, no documento. 

Relembre o caso/ Em 1 de fevereiro, vândalos invadiram o CT do Parque Ecológico para agredir os jogadores por causa da má fase do time. Durante a invasão, funcionários do clube tiveram pertences roubados e alguns foram agredidos. 

Vale destacar que, segundo o Timão, algumas das câmeras de vigilância do local apresentaram defeito e não gravaram todo o incidente, despertando mais suspeitas na polícia.

Fonte: Diário de São Paulo

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes