Presidente do Corinthians revela mudanças na 'bolsa de valores' das despesas da Copa

Presidente do Corinthians revela mudanças na 'bolsa de valores' das despesas da Copa

1.4 mil visualizações 19 comentários Comunicar erro

Corinthians e Fifa divergem há semanas sobre quem pagará os R$ 60 milhões referentes às estruturas móveis da Arena Corinthians, palco de abertura da Copa do Mundo no dia 12 de junho, com o duelo entre Brasil e Croácia.

Questionado sobre quem vai arcar com os valores, o presidente Mário Gobbi falou que essa é uma questão para o ex-presidente Andrés Sanchez, mas não deixou de alfinetar os gastos da Copa.

— Isso é um assunto que muda de hora em hora. É um tema que a cada dia tem um fato novo. O expert em estádio, arquibancada móvel, chama-se eterno presidente Andrés Navarro Sanchez. Posso dizer algo aqui e o quadro mudar na mesma hora. Eu sugiro, para que não se tenha informações contraditórias, que vocês (jornalistas) perguntem ao meu amigo. Ele tem atualizada, minuto a minuto, a bolsa de valores do pagamento das despesas da Copa. Ê, Copa do Mundo, hem... Fala a verdade! (risos) — afirmou Gobbi, em coletiva na última sexta-feira.

Em entrevista ao "Bola da Vez", da Espn Brasil, Andrés Sanchez garantiu que o Corinthians vai bancar os gastos de "alguma forma, que ele ainda não sabe como". Neste sábado, o jornal "O Estado de S. Paulo" afirmou que a Fifa vai pagar a conta agora, mas que no futuro será ressarcida. A entidade, preocupada com a imagem da abertura da Copa, não quer adiar a questão e vai tomar a medida para evitar contratempos.

Em reunião do Conselho na última segunda-feira, Sanchez avisou que o custo total da Arena Corinthians será R$ 1,150 bilhão, já contabilizando os juros. Na ocasião, ele voltou a afirmar que o fundo do clube e da Odebrecht, construtora responsável pelas obras no estádio, iria procurar parceiros comerciais para pagar os R$ 60 milhões das arquibancadas móveis.

Durante o torneio, o estádio de Itaquera terá uma capacidade de 68 mil lugares. O Timão projeta ficar com o estádio com 48 mil lugares, sem os 20 mil assentos provisórios, como estava no projeto inicial antes de virar sede de abertura da Copa.

Fonte: Zero Hora

Veja Mais:

  • Corinthians de Fagner não conseguiu estufar as redes do Barradão nesta quarta

    Corinthians aposta na defesa, sai ileso do Barradão e segue vivo na Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Ralf deixou campo aos prantos no Barradão

    Ralf sofre luxação no Corinthians, e cirurgia não está descartada

    ver detalhes
  • Jadson teve atuação aquém na estreia do Corinthians na Copa do Brasil

    Jadson, Clayson, Carille... Empate em Salvador rende notas vermelhas a corinthianos

    ver detalhes
  • Roger vai viajar a Belo Horizonte

    Treinador do Corinthians confirma Roger na viagem a Belo Horizonte, mas faz uma ressalva

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes