Atrás dos naming rights, Andrés volta aos Emirados neste Domingo

Atrás dos naming rights, Andrés volta aos Emirados neste Domingo

Homem responsável pelas obras da Arena Corinthians, Andrés Sanchez, ex-presidente do clube, viaja neste domingo para Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, onde avançará nas negociações com empresas interessadas em adquirir os naming rights da futura casa do Timão.

Em dezembro do ano passado, o dirigente passou uma semana em Abu Dhabi, onde iniciou as conversações com algumas empresas. Não há, porém, nenhum acordo encaminhado.

- Os naming rights ainda estão mornos - disse ele na terça-feira, em Itaquera, quando a Odebrecht entregou a Arena para o clube de forma simbólica.

A expectativa do Timão é conseguir R$ 400 milhões por um contrato de 20 anos na venda do nome do seu estádio. Os gastos com a obra, segundo o próprio Andrés, saltaram de R$ 820 milhões para um valor entre R$ 950 e R$ 990 milhões. No aguardo da liberação da Prefeitura, o clube planeja realizar alguns eventos antes do primeiro jogo oficial, contra o Figueirense, pelo Brasileirão, no dia 17 de maio. Andres esta Confiante na venda do nome do novo estadio . Com isso o corinthians lucraria muito e pagaria o estadio mais rapido , alem de realizar mais um sonho da nação corintiana .

Veja Mais:

  • Corinthians volta a brincar sobre confusão do Dérbi e promete novidade no uniforme

    Corinthians volta a brincar sobre confusão do Dérbi e promete novidade no uniforme

    ver detalhes
  • Furlan apita sexta partida do Corinthians na carreira

    Após polêmica no Dérbi, FPF define trio de arbitragem para próximo jogo do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assegurou que o espaço (acima do número) está livre para ser negociado

    Patrocinador não cumpre acordo e Corinthians já negocia espaço do uniforme

    ver detalhes
  • Jadson deve reestrear pelo Corinthians apenas na próxima quarta-feira

    Corinthians divulga lista de relacionados para pegar Mirassol sem nenhum meia

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes