Rídiculo. STJD realmente denuncia o Corinthians por briga entre torcedores do Flamengo

Rídiculo. STJD realmente denuncia o Corinthians por briga entre torcedores do Flamengo

Por Meu Timão

14 mil visualizações 227 comentários Comunicar erro

Torcedores do Flamengo brigam nas arquibancadas do Pacaembu durante o jogo contra o Corinthians

Torcedores do Flamengo brigam nas arquibancadas do Pacaembu durante o jogo contra o Corinthians

Parece piada, mas é só o STJD. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva avaliou as imagens da briga entre torcedores do Flamengo, contra o Corinthians no Pacaembu e denunciou os dois clubes.

O procurador geral do SJTD, Paulo Schimitt, maior responsável por rebaixar a Portuguesa a Série B e manter o Fluminense na série A disse que a pena para os dois clubes variam de R$ 100 a R$ 100 mil e que o Timão ainda pode perder o mando de um a dez jogos em casa.

Na ocasião da Briga, o Corinthians já havia vencido o Flamengo por 2x0 e a torcida do Corinthians já havia saído do estádio quando o confronto, somente entre torcedores do Flamengo começou.

Se realmente punido, o Timão pode perder jogos importantes na Arena Corinthians, sendo obrigado a jogar fora de São Paulo, mesmo não tendo relação alguma com o ocorrido.

Torcida do Flamengo brigandoTorcida do Flamengo brigando

Veja Mais:

  • Alex fechou com o Corinthians por um ano de empréstimo

    Corinthians surpreende e fecha com atacante que estava na China

    ver detalhes
  • Corinthians x Palmeiras: Os jogadores que vestiram as duas camisas

    VÍDEO | Corinthians x Palmeiras: os jogadores que vestiram as duas camisas

    ver detalhes
  • Ao lado do lateral Sidcley, o volante Ralf foi inscrito pelo Timão no Paulista

    Com dois reforços, Corinthians atualiza lista de jogadores inscritos no Paulistão

    ver detalhes
  • Matheus Torres será titular diante do Santos Tsunami, na estreia do Steamrollers no Paulista

    Conheça o quarterback Matheus Torres, arma do Corinthians no clássico contra o Santos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes