A um mês da Copa, Corinthians entrega casa própria com remendos e bagunça 'pura inveja'

A um mês da Copa, Corinthians entrega casa própria com remendos e bagunça 'pura inveja'

Às 9h do dia 10 de maio de 2014, os portões se abriram diante da arquibancada leste do estádio do Corinthians. Uma procissão de torcedores com telefones celulares e câmeras fotográficas em riste começou a caminhar em direção àquilo que poderia muito bem ser chamado de santuário sagrado para essas pessoas.
Pela primeira vez em quase 104 anos de história o Corinthians proporcionou a sua legião de seguidores a chance de pisarem em um chão próprio para o time mandar seus jogos.

A façanha foi alcançada, está pronta. O estádio, ainda não.

Pressionado pela aproximação da partida de abertura da Copa do Mundo, que será disputada em Itaquera, o Corinthians realizou neste sábado o primeiro evento teste do estádio com presença maciça do público - 20 mil ingressos foram colocados à venda e pouco mais de 17 mil compareceram - e mostrou a todos uma casa inacabada durante amistoso entre ídolos da torcida, Corinthians x Corinthians.
Arquibancadas sem cadeiras, cobertura incompleta, fios atravessados pelo chão, andaimes do lado de fora e de dentro, banheiros sem papel e vasos sanitários sem descarga, pisos, tetos e paredes sem acabamento e sujos, tudo a pouco mais de 30 dias para o início do Mundial, em 12 de junho. Os sinais de celular e de internet eram precários, como já previam os organizadores da Copa. No entorno do terreno, as obras viárias prometidas pelo governo do estado de São Paulo parecem longe de ser entregues. Sobrou até para o gramado: atletas reclamaram que o terreno estava muito duro.

"Eu afirmo que vai estar pronto. A única coisa que falta nas coberturas são os vidros, que são importados e as lonas das arquibancadas norte e sul. O que falta é acabamento, que todo dia anda um pouco mais e as arquibancadas provisórias, que acabam até 15 ou 18 de maio", garantiu Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians e hoje responsável pelo andamento das obras da arena.
Assim que o jogo festivo deste sábado acabou, os operários, que assistiram à bola rolar, voltaram ao batente. A morte de dois trabalhadores atingidos pela queda de uma peça que destruiu parte da fachada da arena, no final do ano passado, aliás, provocou atraso na obra. Uma terceira pessoa faleceu em 2014 ao despencar de um andaime.

"Não achei o estádio bonito, mas achei bastante funcional. Os arcos proporcionam uma acústica boa, o barulho da torcida é alto, vai ajudar bastante o time", opinou o torcedor Flávio Mello.
Dirigentes alvinegros alegam que a obra não será entregue como planejado pelo clube, com carpetes refinados e mármore nos setores VIP, já que a Fifa não exige esse tipo de requinte para os compromissos da Copa.

E os torcedores também não pareceram se preocupar com a ausência desses acessórios. Neste sábado, os fãs transitavam pelo interior da grandiosa estrutura sorridentes, parando eventualmente em longas filas para um pastel e uma cerveja sem álcool a R$ 6 cada . Os VIP's usufruíram de cardápio mais variado, com direito a buffet com queijos finos e doces de nozes.

O visitante mais ousado conseguiu transitar com liberdade, das áreas de acesso aos jogadores aos setores reservados, como fez a reportagem do ESPN.com.br, chegando, inclusive, no camarote do ex-presidente Andrés Sanchez, que reprovou a presença da equipe de jornalismo no local. Dezenas de funcionários uniformizados foram contratados para informar aos presentes simplesmente que não havia assentos marcados na arquibancada. Alguns fãs se sentaram no chão.

Mais tarde, o cartola se desculpou pela 'bagunça' e prometeu que em 18 de maio, no segundo evento teste, Corinthians x Figueirense, pelo Campeonato Brasileiro, será diferente. "Tivemos algumas dificuldades, peço desculpa. É que vieram muitos jogadores com familiares, a logística ficou ruim, mas no grosso foi tudo perfeito, tudo bem. Dou nota 7,5, 8. No outro domingo vai ser muito melhor. Vai ser com tempo, todo mundo vai ter que se acostumar, vai ter que conhecer seu espaço, vamos aprendendo. Mas com certeza 100% funcionando, a maravilha que a gente imagina, só a partir do ano que vem."
Pouco mais de 40 mil entradas devem ser disponibilizadas para o duelo com o Figueirense. A arena não será testada com lotação total - 68 mil lugares -, já que as arquibancadas provisórias instaladas especialmente para o Mundial não devem ser liberadas a tempo pelo corpo de bombeiros.

Arquibancadas que são motivo de discordância no clube. Andrés Sanchez pensa que a estrutura móvel, financiada por empresas privadas, deve ser mantida depois da Copa. Outros acham que ela deve ser retirada assim que se encerrar o torneio internacional, preservando-se, assim, o projeto inicial do estádio. Existe a hipótese futura de ampliação da capacidade.

Os dirigentes ainda discutem se o local receberá espetáculos musicais, rendendo verba extra. No momento, a prioridade é acelerar a já atrasada venda dos camarotes e espaços reservados para terceiros. Luis Paulo Rosenberg, ex-dirigente alvinegro, voltará aos bastidores para intermediar o processo. Falta também fechar acordo com uma empresa que pague pelo direito de dar nome à casa alvinegra, os namming rights.

Rosenberg compara o estádio a um shopping, onde cada espaço representa uma loja. "O arquiteto responsável pela obra - Anibal Coutinho -, aliás, é um arquiteto de shoppings", lembra. Para Rosenberg, o espaço da arena com ingressos a preços populares deve ser reduzido. "Precisamos beneficiar os 30 milhões de corintianos, não só os 300 mil que frequentam o campo", diz ele.

Má notícia para Leonardo Honda, torcedor que deixou de assistir ao amistoso deste sábado para vender adesivos do Corinthians na porta do estádio e conseguir dinheiro para ver a partida do próximo final de semana. As entradas para o duelo festivo de hoje custaram de R$ 50 a R$ 150.

Fonte: Por Lucas Borges, de São Paulo (SP), para o ESPN.c

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Craque do futsal do Corinthians, Leandro Lino deve jogar pelo Sorocaba em 2017

    Quatro campeões do Corinthians recebem proposta do Sorocaba e devem 'virar casaca' em 2017

    ver detalhes
  • Pelada registrada no Amapá, onde Caio presenciou o tradicional 'futilama'

    Do Amapá à Antártida: torcedor do Corinthians, fotógrafo percorre o mundo em busca de peladas

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Melhores comentários

    Foto do perfil de Wilson

    Ranking: 3401º

    Wilson 156 comentários

    por @iluminado2

    Parei de ler na primeira mentira: "Pela primeira vez em quase 104 anos de história o Corinthians proporcionou a sua legião de seguidores a chance de pisarem em um chão próprio para o time mandar seus jogos". Estádio da Ponte Grande: de 1918 a 1927 foi nosso primeiro estádio e onde conquistamos o Tricampeonato Paulista (1922,1923,1924). No Ponte Grande foram 102 jogos sendo 80 vitórias, 11 empates e 11 derrotas, marcados 386 gols e sofridos 115. Parque São Jorge, inaugurado em 22 de Julho de 1928. O recorde de público é de 28.000 pessoas, numa partida entre Corinthians e Santos em 1947. O estádio recebeu 469 partidas do Corinthians, sendo 347 vitórias, 60 empates e 62 derrotas, marcados 1.321 gols e sofridos 480.

  • Foto do perfil de Galinho

    Ranking: 9º

    Galinho 17691 comentários

    por @galinho.paulista

    Inacabada eu até aceito... Agora utilizar o termo "remendada" é reconhecimento próprio de ignorância e inveja!

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Marquinhos

    Ranking: 6º

    Marquinhos 19003 comentários

    53º. por @lhpmarquinhos

    Pra variar mais um #$!@% querendo arranjar seguidores falando mal do Corinthians, vai sofrer junto com os anti maldito.

  • Foto do perfil de IGOR

    Ranking: 2004º

    Igor 292 comentários

    52º. por @igorogro

    Idiota, cala a boca! Quanta merda... Lucas Borges... Que é esse? #$!@%.

  • Foto do perfil de Lelloo

    Ranking: 2976º

    Lelloo 184 comentários

    51º. por @lellootattoo

    Materia lixo digno de um invejoso maldito outro lixo igual muitos que tem na imprensa tomas #$!@%

  • Foto do perfil de Jesimiel

    Ranking: 3898º

    Jesimiel 129 comentários

    50º. por @jesimiel.medeiros.al

    "Sobrou até para o gramado: atletas reclamaram que o terreno estava muito duro."
    parei aqui.

    Alguém ai soube de alguma declaração nesse sentido? Só ouvi elogios ao gramado.

    Ô imprensa desgraçada, viu...

    VAI CORINTHIANS!
    Contra tudo e contra todos!

  • Foto do perfil de Rosa

    Ranking: 7ª

    Rosa 2155 comentários

    49º. por @rosa.ribeiro.pereira

    Remendado é o teu cérebro, palhaço!

  • Foto do perfil de Clay

    Ranking: 36º

    Clay 7151 comentários

    48º. por @clay.cross10

    Rsrs...ja pode rir...

  • Foto do perfil de Cleidson

    Ranking: 4º

    Cleidson 27530 comentários

    47º. por @cleidson

    Que ridículo...

  • Foto do perfil de Fernando

    Ranking: 126º

    Fernando 2885 comentários

    46º. por @colletti

    Meu... Na boa... Foi lindo... O estádio tá show... E ficará pronto quando necessário... O resto é blá...blá...blá... Que saco... Não perco tempo com lixo!

  • Foto do perfil de CLÁUDIO

    Ranking: 33º

    ClÁudio 8486 comentários

    45º. por @soucorinthians

    Também parei no 2º parágrafo, mas nada me impede de mandar esse anti [email protected] no c*, que é o que mais aprecia. Deve ter escrito essa merd@ (que não li) apenas para ler os 33 milhões de [email protected] [email protected] no c* que com certeza recebeu. CORINTHIANS SEMPRE.

  • Foto do perfil de Iuri

    Ranking: 157º

    Iuri 2442 comentários

    44º. por @iuri.candido

    Comparado com outras inaugurações traumatizantes de outros estádios, a festa de sábado foi a contento. Entrei em um banheiro de estádios depois de 22 anos e tudo estava funcionando. Só a lanchonete não vou avaliar, pois mesmo com muita força de vontade, as duas que funcionaram na inferior leste nunca conseguiriam atender o público que estava lá de maneira satisfatória.