Sem Anelka, Presidente do Atlético-MG agora tem raiva até do Corinthians

Sem Anelka, Presidente do Atlético-MG agora tem raiva até do Corinthians

Por Meu Timão

Kalil fala uma besteira atrás da outra

Kalil fala uma besteira atrás da outra

O presidente do Atlético-MG não cansa de falar besteira. Irritado por ter passado vergonha nacional por ter anunciado o francês Anelka e depois ter sido desmentido pelo próprio atleta, agora Alexandre Kalil disparou contra todo mundo e sobrou até pro Corinthians.

Revoltado por seu clube também não ter um bom patrocínio, Kalil mostrou toda inveja possível e alegou que o Timão também teria ganhado (sabe-se lá de quem) a Arena Corinthians.

- Hoje, o Flamengo recebe um belíssimo patrocínio da Caixa, o Atlético-PR recebe um outro belíssimo patrocínio da Caixa, e o Corinthians também. O Corinthians tem ainda mais. Recebeu de presente um estádio. E isso não pode. O que eu cobro é igualdade entre os clubes - reclamou o presidente em entrevista a TV Globo.

Kalil também reclamou que o Fluminense não paga imposto, que o salário do Fred é pago pela Unimed e que tem torcedor do Galo pedindo pra ele contratar o Lionel Messi.

Melhor nem comentar...

Pra quem não se lembra, veja o tweet do Kalil a respeito da suposta contratação que jamais será realizada.

Kalil - Anelka é do Galo

Veja Mais:

  • Meia fica fora de treino de bolas paradas e pode iniciar jogo no banco

    Carille ensaia escalação do Corinthians sem Jadson; definição fica para sexta

    ver detalhes
  • Jô recordou caso em que foi vítima de ofensa racista com Love na Rússia

    Jô lamenta injúria racial no Nilton Santos e lembra episódio na Rússia

    ver detalhes
  • Reforço do Barcelona, Paulinho foi apresentado à torcida e à imprensa nesta quinta-feira

    Apresentado no Barcelona, corinthiano Paulinho diz não temer pressão

    ver detalhes
  • Diante do Grêmio, Paulo Roberto teve melhor atuação com camisa do Corinthians

    Corinthians acerta contratação definitiva de Paulo Roberto, garante diretor

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes