Corinthians estreia casa nova e Comitê Organizador testa 12 áreas operacionais neste domingo.

Corinthians estreia casa nova e Comitê Organizador testa 12 áreas operacionais neste domingo.

Para os corintianos, a partida contra o Figueirense, neste domingo (18.05), pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, será uma grande festa. Cerca de 40 mil representantes do bando de loucos vão ver o time profissional jogar no novo estádio pela primeira vez. Depois de décadas de sonhos e frustrações, a “casa própria” virou realidade e a tarde deste 18 de maio será um momento histórico para o clube. Mas a Arena Corinthians também é o palco de seis jogos da Copa do Mundo, incluindo a abertura do torneio, em 12 de junho, entre Brasil e Croácia. Por isso, enquanto um espetáculo promete surgir as arquibancadas, profissionais do Comitê Organizador Local (COL) estarão em ação, testando 12 áreas operacionais do estádio.

De acordo com o COL, os testes são necessários para corrigir imperfeições e identificar potenciais problemas, de modo que o serviço seja de excelência durante o Mundial de futebol. Na área de segurança, cerca de 700 seguranças e stewards devem atuar na partida. Ainda não serão utilizados os perímetros nem serão implantados os Mag & Bags (detectores de metais) para revista, que será visual/manual e executada pelas equipes de segurança pública.

Os stewards vão atuar no controle das áreas de circulação de público, no acesso e manutenção da ordem no campo, no acompanhamento do árbitro e auxiliares e em casos de invasão de torcedores e ameaças de tumulto. Haverá integração operacional com as forças de Segurança Pública e Defesa, e toda a operação no perímetro externo da arena será de responsabilidade exclusiva dos órgãos de segurança pública.

O esquema de transporte incluirá o atendimento da equipe visitante no aeroporto, além da operação das equipes e árbitros dentro do estacionamento do estádio. O COL vai implementar, ainda, a organização interna da chegada e saída dos times, semelhante à que será feita no Mundial.

Também vão atuar cerca de 200 voluntários já escalados para a Copa do Mundo, auxiliando nas áreas de serviços ao espectador, serviços de alimentação, imprensa e gerenciamento de voluntários.

Das filas ao gramado

No que diz respeito aos serviços ao espectador, será implantado modelo semelhante ao da Copa, com planejamento e organização das filas nas catracas e concessões de alimentação, além de orientação em relação aos assentos numerados (parcialmente utilizados nesta partida).

Já na área denominada competições, as atenções se voltam para o gramado, que será cortado e tratado da mesma forma que no Mundial. A equipe do COL será responsável pelos serviços médicos e atendimento aos atletas, além do apoio no controle de doping conforme o padrão estabelecido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O Comitê também se ocupará da alimentação dos voluntários, lanche no vestiário para as equipes e água para árbitros e controle de doping. A gerência de limpeza e gestão de resíduos realizará o treinamento e a preparação dos funcionários contratados pelo operador do estádio, para implantação das diretrizes desses serviços no padrão do torneio.

Fonte: Portal da Copa

Veja Mais:

  • Torcidas organizadas propõem pacto pela paz em São Paulo

    Torcidas organizadas propõem pacto pela paz em São Paulo

    ver detalhes
  • Camisa do Corinthians criada por torcedores em homenagem à Chape

    Corinthians bate o martelo sobre homenagens à Chapecoense

    ver detalhes
  • Ronaldinho chegou a estar na mira do Corinthians, revela agente

    Irmão de Ronaldinho Gaúcho revela 'plano de marketing' do Corinthians e provocação de Andrés

    ver detalhes
  • Brasileirão agora tem quatro vagas - não três - à fase de grupos da Libertadores

    Conmebol anuncia novidade, e Corinthians volta ao páreo por vaga direta na Libertadores

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes