Corinthians espanta má fase, bate o Sport e derruba tabu de quase 16 anos

Corinthians Corinthians 4 x 1 Sport Sport

Brasileirão 2014

Corinthians espanta má fase, bate o Sport e derruba tabu de quase 16 anos

Por Meu Timão

Romarinho fez dois gols na partida

Romarinho fez dois gols na partida

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Após dois resultados negativos em casa, o Corinthians renasceu. Foi até o Recife e após quase 16 anos voltou a vencer na Ilha do Retiro. E não venceu, apenas: disparou um chocolate para cima do Sport e aplicou uma sonora goleada: 4 a 1, com dois de Jadson e dois de Romarinho. A última vitória alvinegra no estádio do rubro-negro pernambucano tinha acontecido em 1998 (2 a 0, dois gols de Marcelinho).

Calor, estádio lotado e a pressão por um bom resultado. A missão do Corinthians na Ilha do Retiro não era nada fácil. Gramado irregular, jogo pegado e Cássio, antes dos dez minutos de jogo, substituído após machucar o joelho em choque com um jogador adversário. O enredo não parecia bom.

Mas é sina: na dificuldade essa camisa cresce. Após uma ameaça de sufoco por parte do Sport, a equipe buscou espaços, procurou crescer na partida. Guerrero, pelo lado esquerdo, meio aos trancos e barrancos, passou por três e deixou a bola com Jadson. O camisa 10 ajeitou com classe e Romarinho bateu firme: gol do Corinthians na Ilha do Retiro.

Logo em seguida, o mesmo Romarinho desperdiçou a chance de marcar o segundo. Após receber bola enfiada em profundidade, cortou o zagueiro adversário e deslocou o goleiro. A bola, porém, saiu.

Como em outras oportunidades, o time recuou após conseguir a vantagem. Chamou o adversário, tentou truncar a partida, mas na bola aérea tomou o gol de empate, marcado por Augusto, aos 27 da primeira etapa.

Mas para quem pensou que a equipe entraria em parafusos, antes do final da primeira etapa, aos 37 minutos, Romarinho escapou, saiu na cara do gol, mas foi derrubado em cima da linha da grande área por Durval. Na cobrança de falta, com ajuda de desvio da barreira, Jadson fez o segundo do Corinthians no jogo e garantiu a vantagem parcial.

Na segunda etapa talvez nem o mais otimista dos torcedores esperava o que estava por vir: um massacre. Após uma pressão inicial do Sport, que chegou a deixar a equipe alvinegra em apuros, o Timão encaixou o contra-ataque que precisava. Guerrero faz grande jogada pela esquerda e bateu para grande defesa de Magrão. No rebote, Jadson serviu Petros que acabou derrubado por Durval: pênalti para o Corinthians e o zagueiro do Sport expulso após tomar o segundo cartão amarelo. Com tranquilidade, Jadson converteu a cobrança e fez 3 a 1.

Daí por diante, o Sport partiu para cima de forma desordenada e sequer chegou a ameaçar os comandados de Mano Menezes. Justiça seja feita, o Corinthians tinha maior posse de bola e era também a equipe que criava perigo. Foi assim que encontrou o quarto gol.

Quase numa repetição do terceiro gol, Guerrero caiu pelo lado esquerdo e fez fila. Desta vez, ao invés de bater, serviu Romarinho no meio da pequena área. Com tranquilidade, o camisa 31 fez o segundo gol dele no jogo, o quarto do Timão e deu números finais ao jogo.

O Sport ainda teve mais um jogador expulso. Com o resultado na mão, o Timão segurou a bola no campo de ataque, colocou o adversário na roda e garantiu os três pontos. Agora, o Corinthians soma 12 pontos, está a três do líder Fluminense e tem dois jogos em casa antes da parada para a Copa: Cruzeiro, quarta, no Canindé, e o Botafogo, domingo, na Arena Corinthians.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida entre Corinthians e Sport

  • 1000 caracteres restantes