Renda do Corinthians é cinco vezes maior em Itaquera

Renda do Corinthians é cinco vezes maior em Itaquera

Por Meu Timão

Renda da Arena é cinco vezes maior do que no Pacaembu

Renda da Arena é cinco vezes maior do que no Pacaembu

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Parece que a boa fase do Corinthians não acontece só em campo. Quando observamos as receitas recentes da equipe, os dados com a antiga casa, o Pacaembu, são incomparáveis.

Segundo um levantamento feito pelo Lancenet, na antiga casa o Corinthians teve uma arrecadação bruta de R$ 607.630,00 em cada uma das partidas disputadas em 2014 - renda líquida, em média, foi de R$ 329.489,00. Na nova Arena, a arrecadação bruta do clube foi de R$ 2.359.832,80, com uma renda líquida em cada um dos cinco jogos de R$ 1.661.531,16.

O valor líquido total, levando em conta impostos, encargos e etc, foi cinco vezes maior do que o alcançado no estádio municipal. Vale o destaque que o público pagante também não pode ser comparado: a média nos oito jogos do Pacaembu foi de 18.180 pagantes nesta temporada, a média nas cinco partidas da Arena foi de 32.233 pagantes.

PACAEMBU X ARENA:
(Em 2014, em média)

Pacaembu (8 jogos)
Público pagante: 18.180
Renda bruta: R$ 607.630,00
Renda líquida: R$ 329.489,00
Despesas: 46%

Arena Corinthians (5 jogos)
Público pagante: 32.233
Renda bruta: R$ 2.359.832,80
Renda líquida: R$ 1.661.531,16
Despesas: 30%

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes