Guerrero está na mira de vários clubes europeus, diz imprensa peruana

Guerrero está na mira de vários clubes europeus, diz imprensa peruana

Por Larissa Emanuelle

44 mil visualizações 163 comentários Comunicar erro

Guerrero estaria na mira de vários clubes estrangeiros

Guerrero estaria na mira de vários clubes estrangeiros

Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians

O centroavante Paolo Guerrero é um dos jogadores mais cobiçados do elenco alvinegro. No Corinthians desde 2012, o atleta estaria na mira de diversos clubes europeus. É o que diz o jornal Depor, do Peru.

Segundo a imprensa peruana: Newcastle, Queens Park Rangers, Sunderland e West Ham desejam contar com o camisa nove do Timão na próxima temporada. Entretanto, a diretoria alvinegra nega qualquer proposta e já o procura para renovar contrato.

A ideia de renovar com o único centroavante da equipe seria justamente para acabar com o assédio ao jogador, considerado titular absoluto e de extrema importância com o técnico Mano Menezes.

Guerrero escreveu a sua história no Corinthians após marcar os dois gols do time alvinegro no Mundial de Clubes de 2012. Desejando dar continuidade ao trabalho no Timão, o jogador mostrou-se interessado em conversar com a diretoria afim de estender seu vínculo com o Timão.

Veja Mais:

  • Manoel foi anunciado pelo Corinthians na tarde desta quarta-feira

    Corinthians anuncia contratação de Manoel até o final da temporada

    ver detalhes
  • Frente da camisa corinthiana estava vaga desde primeiro semestre de 2017

    Corinthians fecha patrocínio máster e prepara anúncio nesta quinta-feira, diz colunista

    ver detalhes
  • Com dores no tornozelo, Sornoza foi retirado do treino desta quarta; Timão estreia domingo

    Sornoza sente e vira dúvida no Corinthians para estreia no Paulista; Romero participa de coletivo

    ver detalhes
  • Manoel acumulou duas taças importantes com a camisa do Cruzeiro

    Destaque na Copa-SP, melhor do Brasileiro e multicampeão: conheça Manoel, oitavo reforço do Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes