Ministério Público orienta funcionários do Metrô a cobrar do Corinthians o trabalho extra

Ministério Público orienta funcionários do Metrô a cobrar do Corinthians o trabalho extra

Por Meu Timão

Jogos noturnos na Arena ainda vão dar o que falar

Jogos noturnos na Arena ainda vão dar o que falar

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A história de aumentar o horário de operação do Metropolitano de São Paulo está longe de acabar. Dessa vez, o novo capítulo será desenhado através das mãos do promotor Marcelo Milani.

A ideia do advogado é estudar se existe algum dano econômico e o princípio de impessoalidade com a extensão do horário de funcionamento do Metrô e da CPTM. A ideia é mover uma ação contra o Estado, tendo o Timão como réu.

Nesta quarta, os presidentes do Metrô e CPTM, Luiz Antônio Carvalho Pacheco e Mário Bandeira estiveram na sede do Ministério Público Estadual para explicar como as redes funcionarão nos horários extra.

Nas palavras do promotor: "A abertura além do horário da Estação Itaquera tem um custo. Quero saber qual é esse custo e quem está pagando". Além disso, ele acrescentou que o "o clube está aferindo lucro" e isso se trata de um ganho privado e os custos são pagos pela população.

Ao promotor, os presidentes informaram que não foi feito um estudo sobre os impactos econômicos da abertura extra ou extensão dos horários dos trens. O governo do Estado ficou de apresentar os estudos técnicos solicitados pelo promotor antes de ele decidir o que fazer.

Veja Mais:

  • Rodriguinho foi um dos destaques do duelo na Arena; arbitragem bastante questionável

    Juiz 'esquece' pênaltis, Corinthians para na retranca do Vitória e perde a primeira no Brasileirão

    ver detalhes
  • Carille ressaltou aprendizados com revés do Corinthians para o Vitória

    Carille tira lições de derrota e nega relação entre perdas e período sem jogos

    ver detalhes
  • Jô teve atuação discreta na derrota para Vitória

    Cássio é eleito destaque de derrota do Corinthians; quarteto ofensivo destoa

    ver detalhes
  • Arena Corinthians recebeu 42.075 pagantes nesta tarde de sábado

    Fiel canta na Arena após primeira derrota do Corinthians no Brasileirão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes