Destaque do Corinthians, Petros sonha com Seleção e garante não ter mágoa do Vitória

Destaque do Corinthians, Petros sonha com Seleção e garante não ter mágoa do Vitória

Um dos principais destaques do Corinthians no Campeonato Brasileiro, o meia Petros, de 25 anos, promete empenho para ser lembrado pelo técnico Dunga para defender a Seleção Brasileira em um futuro próximo: “ A Seleção é o sonho de todo jogador. Vou trabalhar muito forte para que isso possa acontecer”, afirmou. Revelado nas divisões de base do Vitória, o atleta natural de Juazeiro, norte da Bahia, garante não ter mágoa do Rubro-Negro por não ter tido oportunidade no time profissional. “Claro que não tenho mágoa. As coisas acontecem exatamente como tem que ser. Sou muito grato, pois foi a equipe que me revelou”, declarou.

Bahia Notícias: Como foram os seus primeiros passos no futebol?
Petros: Comecei no futebol de salão, no Colégio Dr. Edson Ribeiro, em Juazeiro. Atuei no futebol amador, até chegar a equipe júnior do Juazeiro Social Clube. Em seguida fui para o Vitória.

BN: No Vitória você teve uma boa passagem nas divisões de base, mas não conseguiu se firmar no time profissional. O que ocorreu?
Petros: Até joguei uma partida pelo profissional, mas o treinador foi demitido e o seguinte preferiu outros jogadores.

BN: Logo depois de deixar o Vitória, você foi teve passagens por clubes modestos como o Fluminense de Feira e o Democrata-MG. Pensou em desistir da carreira em algum momento?

Petros: De maneira alguma. Desistir não existe no vocabulário de quem é vencedor. Tudo tem seu tempo determinado por Deus.

BN: Em 2012, você foi contratado pela Juazeirense, mas não chegou a atuar, pois despertou atenção de empresários. Como foi esse processo?
Petros: Existiu essa possibilidade e era uma boa oportunidade para minha retomada na carreira. Fui para o Boa Esporte-MG e deu tudo certo.

BN: E como você foi parar na Penapolense?
Petros: A empresa Elenko Sports, liderada por Fernando Garcia, comprou meus direitos que pertenciam o Boa e me levaram para Pernapolense, onde fiz um bom Campeonato Paulista.

BN: Fazer um bom Campeonato Paulista é a receita para conseguir chegar a um dos quatro grandes clubes do estado de São Paulo?
Petros: Não sei se é a receita, mas é uma grande oportunidade, pois é o melhor campeonato estadual do país.

to para voltar a Juazeiro (BA), minha cidade natal. Mas meu empresário me ligou e disse que meu era logo mais e que no dia seguinte eu me apresentaria ao Timão. Fiquei surpreendido e muito feliz com a notícia.

BN: Atuar no Corinthians não é fácil. Existe muita cobrança por parte da torcida e imprensa. Como você conseguiu suportar isso até o momento?
Petros: Jogar no Corinthians é diferente. E só vive sabe do que estou falando. Trabalhei muito para chegar onde estou. Já são nove anos de batalha. É ter tranquilidade e trabalhar, que tudo é superado.

BN:E o assédio da torcida. Tem gostado?
Petros: Nós temos a maior torcida do pais, e é muito gratificante ter esse reconhecimento! É uma honra jogar por eles.

BN: Você tem sido um dos destaques do Corinthians neste Brasileirão. Acredita em uma convocação por Dunga em um futuro próximo?
Petros: A Seleção é o sonho de todo jogador. Vou trabalhar muito forte para que isso possa acontecer.

BN: Recentemente, vários memes surgiram na internet, destacando uma das suas principais características que é o desarme. Como você vê essas “homenagens”?
Petros: É muito bacana, eu acompanho isso sempre, todos os dias tem uma novidade. É muito legal.

BN: Você guarda alguma mágoa do Vitória por não ter sido aproveitado no time profissional?
Petros: Claro que não. As coisas acontecem exatamente como tem que ser. Sou muito grato, pois foi a equipe que me revelou.

BN: Pensa em voltar ao Vitória no futuro?
Petros: Tenho contrato de mais quatro anos e meio aqui no Timão. Quero cumprir ele por inteiro. Quem sabe no futuro.

Fonte: Bahia Notícias

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes