À espera de denúncia, Petros faz treino leve e só corre em volta do gramado

À espera de denúncia, Petros faz treino leve e só corre em volta do gramado

À espera de denúncia, Petros faz treino leve e só corre em volta do gramado

À espera de denúncia, Petros faz treino leve e só corre em volta do gramado

Protagonista da maior polêmica do último fim de semana, Petros segue à espera da definição de seu futuro nos tribunais. Acusado de ter agredido o árbitro Raphael Claus no clássico contra o Santos, o volante do Corinthians fez um treino leve nesta segunda-feira e, segundo o colega Fábio Santos, está tranquilo quanto à punição que pode sofrer.

'Eu vi poucas vezes o lance, não é mentira. Eu tive um contato rápido, já que a gente fez só o fortalecimento lá dentro. Ele me pareceu bem tranquilo. Tentou explicar o lance, falou que não foi na maldade, que não tentou agredir', disse Fábio Santos.

O lateral, Petros e todos os titulares do clássico contra o Santos não trabalharam com bola nesta segunda. Os reservas e aqueles que entraram durante o jogo foram ao gramado para um jogo-treino contra o time sub-17 - venceram por 4 a 0. Petros, Gil, Guerrero, Romero e Cleber só apareceram no gramado para correrem em volta do gramado.

A expectativa em torno de Petros tem a ver com o tamanho da punição que ele pode levar. Se for condenado por agressão, como quer o procurador-geral do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), a pena prevista é de no mínimo 180 dias.

O Corinthians ainda não foi notificado da denúncia, mas sabe do risco que corre de perder Petros por um semestre. Na última segunda, Mano Menezes admitiu que o volante errou ao se chocar contra o árbitro. Questionado sobre o assunto, Fábio Santos disse que o companheiro pode ter ficado 'pilhado' demais em campo.

'Clássico nunca é um jogo normal. A concentração é diferente, a repercussão é diferente. A equipe entrou com muito mais vontade. Ele é tranquilo, mas acabou tomando aquela atitude. Não tenho opinião formada, não é um caso que acontece em todos os jogos. Pode ser isso sim, de repente o excesso de vontade fez com que ele tomasse essa atitude', disse Fábio Santos.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes