Duas possibilidades podem fazer Petros não cumprir os 180 dias de punição

Duas possibilidades podem fazer Petros não cumprir os 180 dias de punição

Por Meu Timão

9.5 mil visualizações 78 comentários Comunicar erro

Ainda existe esperança para Petros

Ainda existe esperança para Petros

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Existem duas chances para Petros não ter que cumprir os 180 dias de suspensão imposta pelo STJD na tarde dessa segunda. O departamento jurídico do Timão recorrerá ao Pleno do STJD que representa a segunda e última instância do caso.

Nessa situação, o órgão poderá mudara a decisão da Primeira Comissão, que foi a de julgar o jogador pelo artigo 254-A e levar a punição para a quantidade de jogos e não de dias.

Além disso, o jurídico do clube entrará com um pedido de efeito suspensivo para que Petros possa ficar livre até o julgamento no Pleno do STJD. Contudo, não é certeza que esse pedido será aceito.

A possibilidade de Petros não cumprir os 180 dias está ligada ao presidente do STJD. Caso o Pleno do STJD mantenha a decisão, Caio Rocha poderá transformar a metade da pena em medidas de interesse social.

Para isso, claro, o jogador teria de cumprir a primeira metade dessa pena, no caso, de 90 dias. Nesse caso, o Brasileirão-14 não estaria totalmente perdido.

Veja Mais:

  • Elenco fez trabalhos com bola na manhã desta segunda-feira

    Com quatro dúvidas, Corinthians faz penúltimo treino antes de retorno do Brasileirão

    ver detalhes
  • Jonathas (ao fundo) e Avelar (de colete azul) durante treino do Corinthians

    Corinthians aguarda documentações de Avelar e Jonathas, mas acredita em tudo 100% até quarta

    ver detalhes
  • Lateral foi titular em quatro partidas da Copa do Mundo

    Fagner reconhece valorização por Copa, mas não descarta saída do Corinthians

    ver detalhes
  • Último centroavante promovido da base, Carlinhos teve poucas oportunidades entre os profissionais

    Não é só Marciel: Corinthians possui ligação com outros cinco jogadores do Oeste, da Série B

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes