Mano sugere pedir para não ter novos convocados

Mano sugere pedir para não ter novos convocados

Por Meu Timão

Mano não quer convocados

Mano não quer convocados

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O técnico Mano Menezes vai tomar uma medida drástica. Diante dos desfalques de quatro importantes jogadores, Gil, Lodeiro, Guerrero e Elias, o treinador pensa em solicitar às federações que não convoquem mais os atletas alvinegros.

- Eu penso que cabe aos clubes fazerem suas solicitações. É uma data importante para a gente. Quanto à confederação, dependemos de sua sensiblidade, mas nossa obrigação pelo clube é fazer solicitação e acredito que o clube vai fazer - afirmou o comandante em entrevista concedida no CT Joaquim Grava.

Além disso, o treinador criticou o calendário, mas preferiu não polemizar demais sobre o assunto.

- Discutir isso é meio que chover no molhado. Não vou solucionar o problema do calendário do futebol brasileiro. Mais na frente talvez possamos evoluir. Por enquanto temos de traçar estratégias para minimizar - completou o treinador.

Além de todos esses assuntos, o treinador afirmou que se virou com o que tinha e fez questão de exaltar a qualidade do elenco que tem em mãos.

- Não fomos perfeitos, mas estamos dentro da normalidade com nosso grupo qualificado do jeito que está - finalizou.

Veja Mais:

  • Jô, pivô de polêmica nesta semana, está confirmado ante os argentinos

    Em treino na Argentina, Carille 'dribla' falta de energia e ensaia Corinthians com três mudanças

    ver detalhes
  • Carille conduziu trabalho do Timão no estádio Presidente Perón

    Carille explica mudanças no Corinthians e pede 'jogo inteligente' por vaga

    ver detalhes
  • Jô falou com a imprensa nesta terça-feira já na Argentina

    Jô admite toque no braço, nega trapaça e abre o jogo sobre polêmica no Corinthians

    ver detalhes
  • Apresentadora Renata Fan fez analogia infeliz com polêmica envolvendo Jô

    Renata Fan compara Jô a 'ladrão' e revolta torcida do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes