Problema nas bilheterias causa revolta de atleticanos na Arena Corinthians

Problema nas bilheterias causa revolta de atleticanos na Arena Corinthians

Por Larissa Emanuelle

4.8 mil visualizações 49 comentários Comunicar erro

Arena Corinthians

Arena Corinthians

Um problema na venda dos ingressos antes da partida entre Corinthians e Atlético Mineiro causou a não entrada de aproximadamente 150 torcedores da equipe mineira no estádio do Timão. Com as bilheterias lotadas de torcedores Corinthianos, a venda dos bilhetes foi proibida. Apenas 14 atleticanos conseguiram adquirir os ingressos.

"Chegamos aqui e não deixaram a gente comprar ingressos. Falaram que tinha muito torcedor do Corinthians na hora. Falta de respeito. Não enviam ingresso para comprarmos em Belo Horizonte, e agora não vendem aqui também. Aí fica complicado. Como vim até aqui e esperei, vou entrar e ver os últimos minutos do jogo", disse um torcedor.

O Corinthians teria proibido a venda dos ingressos para a torcida do Atlético com o intuito de evitar possíveis problemas com a torcida do Timão, que já lotava a parte externa do estádio muito antes do início do jogo.

Mesmo com o problema, o Timão venceu o Atlético por 1 à 0, com gol do meia Petros, ainda no primeiro tempo. Com isso, a equipe alvinegra volta ao G4, agora na terceira colocação.

Veja Mais:

  • Sornoza pode se tornar o quinto reforço do Corinthians para 2019; Fluminense quer atletas

    Sornoza aceita oferta do Corinthians, mas contrapartida com dupla de emprestados emperra

    ver detalhes
  • Ex-Fluminense, Richard foi anunciado oficialmente pelo Corinthians nesta segunda-feira

    Saiba mais sobre o volante Richard, quarto reforço do Corinthians para 2019

    ver detalhes
  • Trio ganhou espaço no segundo semestre e reencontra treinador em outro patamar

    Jogadores ganham espaço no segundo semestre e reencontram Carille em outro patamar no Corinthians

    ver detalhes
  • Richard é o novo jogador do Corinthians

    Corinthians anuncia contratação de Richard

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes