Corinthians negocia Naming Rights com mais três empresas, diz portal

Corinthians negocia Naming Rights com mais três empresas, diz portal

Por Larissa Emanuelle

Arena Corinthians

Arena Corinthians

Segundo o diário Lance!, o Corinthians continua tentando vender os Naming Rights de sua nova Arena, agora também com o interesse de mais empresas. O Timão negocia o nome do estádio há mais de dois anos.

A informação seria de que além da empresa dos Emirados Árabes, mais três conversaram com o Timão: Um banco, uma empresa ligada à alimentação e outra empresa ligada a fabricação de bebidas. No entanto, a negociação que já tinha sido iniciada com o outro interessado do exterior ainda continua.

Como confirmado pelo próprio presidente do Timão, Mário Gobbi, por duas vezes o clube alvinegro poderia ter acertado os Naming Rights com a Emirates, mas a negociação voltou à emperrar. Também foi especulado a possibilidade da empresa dos Emirados estampar a marca na camisa Corinthiana.

Desde o fim da Copa do Mundo, acreditava-se que o Corinthians conseguiria encerrar o negócio de forma positiva com a Emirates, tendo em vista o sucesso da nova casa alvinegra na competição mundial. Até o momento, no entanto, não há confirmação oficial de que o negócio está próximo de ser finalizado.

Veja Mais:

  • Carille pode sofrer desfalques por suspensão na final do estadual

    Com quase um time inteiro pendurado, Carille descarta poupar jogadores na primeira decisão

    ver detalhes
  • Sócios do Fiel Torcedores podem garantir ingressos para jogos do Brasileirão deste ano, na Arena

    Com ingressos a R$ 21, Corinthians lança pacote para o Brasileirão; veja valores

    ver detalhes
  • Torcedor é retirado após insistir em ficar em pé no Setor Oeste

    Vídeo de torcedor sendo retirado pela PM por estar em pé na Arena divide opinião da Fiel; assista

    ver detalhes
  • Fagner em partida contra o São Paulo, pelo Paulistão

    TJD-SP volta atrás sobre julgamento de Fagner, que pode desfalcar Corinthians em decisão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes