Renato Augusto detona árbitro e vê injustiça no resultado Corinthiano

Renato Augusto detona árbitro e vê injustiça no resultado Corinthiano

Por Larissa Emanuelle

Para Renato Augusto o Corinthians merecia um empate

Para Renato Augusto o Corinthians merecia um empate

O resultado do jogo contra o Flamengo gerou críticas à atuação do Corinthians, mas o meia Renato Augusto não acredita que a equipe merecia perder. O camisa oito ainda reclamou da atuação do árbitro Sandro Meira Ricci.

"Muito impedido. O próprio Eduardo (da Silva) tocou na bola e parou, viu que estava impedido. O bandeira não viu. Eles se fecharam, a gente tentou entrar e não conseguiu".

"Não foi pênalti. Uma coisa é a bola vir de longe e o jogador botar a mão, mas chutou na mão dele. O Sandro fez boa partida, correu bem, mas os erros estão nos prejudicando".

Para Renato Augusto, o Corinthians não realizou uma excelente partida, mas merecia pelo menos a conquista de um ponto fora de casa.

"Achei que não fizemos um bom jogo, mas não fizemos um jogo para perder. Flamengo não fez mais que a gente, o empate seria mais justo".

O Corinthians enfrenta a Chapecoense na próxima rodada, às 19h30 da quinta-feira, na Arena Corinthians. O jogo ainda é válido pelo Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Dupla 'Renadson' brilhou no Corinthians no Brasileirão de 2015

    Renato Augusto rasga elogios a Jadson e faz projeção sobre futuro do camisa 10 no Corinthians

    ver detalhes
  • Romarinho se especializou em marcar gols contra o Palmeiras: cinco em cinco Dérbis

    Prestes a enfrentar Real Madrid, Romarinho leva Corinthians ao maior jornal da Espanha

    ver detalhes
  • Luidy teve chance de treinar no CT do Corinthians nos primeiros meses deste ano

    Atacante emprestado pelo Corinthians é avisado que não terá espaço no clube em 2018

    ver detalhes
  • Marciel e Jô despertam interesse de times brasileiro e alemão; Juninho, Scarpa e Tréllez podem chegar

    Mercado agitado! Veja quem pode deixar e reforçar o Corinthians no resumão do Meu Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes