Cúpula da CBF e técnico Dunga afirma que houve entendimento entre os clubes para convocação

Cúpula da CBF e técnico Dunga afirma que houve entendimento entre os clubes para convocação

Por Meu Timão

Elias e Gil foram convocados novamente por Dunga

Elias e Gil foram convocados novamente por Dunga

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Vários clubes do Campeonato Brasileirão tiveram jogadores convocados pelo técnico Dunga: Atlético-MG, Botafogo, Cruzeiro, Corinthians e Santos. O "problema" é que com exceção da equipe carioca, todos os outros terão compromissos pela Copa do Brasil na mesma época dos compromissos da seleção.

Apesar de desfalcar os clubes nacionais com sete jogadores, a CBF e o técnico da seleção garantem que existiu um diálogo entre as partes com uma sinalização positiva por parte dos desfalcados.

O treinador falou sobre isso na entrevista coletiva que concedeu após a convocação:

- Temos de pensar também na Seleção, que logo em seguida terá a Copa América e as Eliminatórias. Se abrir exceção, teremos problemas. Quando você não chama de um clube, temos reivindicações por meio da imprensa para se chamar. Ficamos na situação intermediária. Se chama, tem pressão, se não chama, também. Temos a responsabilidade de montar uma Seleção que nos representa à altura - justificou.

Apesar de falarem nesse "entendimento", o o Cruzeiro chegou a enviar uma carta para a CBF, pedindo que seus jogadores não fossem chamados para os próximos jogos.

A despeito dos interesses distintos entre clubes e Seleção, Dunga frisou, sem citar nomes, que os técnicos com os quais conversou aceitaram liberar os atletas para a Seleção.

- Todo mundo questionado de não ter jogadores do Brasileiro na Seleção. Agora, que temos, é questionado. Dentro do futebol e da CBF temos uma liberdade e uma democracia. Quem não quer que os jogadores sejam convocados, manda uma carta para a CBF, dizendo que não gostaria que tivesse jogadores convocados. E iremos atender. Acredito que nenhum clube fará isso. Aqueles técnicos com quem conversei foram sérios e contundentes. Entendemos bem o sonho que o jogador tem de jogar pela Seleção - comentou.

O presidente José Maria Marin também falou sobre a citação e destacou a parceria entre os dirigentes brasileiros.

- Gostaria de agradecer a colaboração dos clubes, Sempre vai existir diálogo com a Seleção e tenho certeza que o pensamento dos dirigentes é este: que o jogador aproveite esta chance - finalizou.

Veja Mais:

  • Corinthians/Audax atropelou Cerro Porteño em solo paraguaio

    Mulherada do Corinthians/Audax goleia donas da casa e se classifica para final da Libertadores

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians que se prepare: reta final do Brasileirão promete altas emoções

    Fim da rodada: Corinthians mantém vantagem, mas rivais alcançam Grêmio e embolam classificação

    ver detalhes
  • Corinthians foi hexacampeão brasileiro em 2015

    CBF define valores de premiação do Brasileirão-2017; Corinthians leva bolada se for campeão

    ver detalhes
  • Maltos brilhou diante do Grêmio, na Arena do adversário

    Goleiro defende quatro pênaltis, Corinthians bate Grêmio e avança na Copa do Brasil Sub-17

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes