Corinthians fica devendo bola, raça e resultado e perde para o Atlético-PR

Corinthians Corinthians 0 x 1 Atlético-PR Atlético-PR

Brasileirão 2014

Corinthians fica devendo bola, raça e resultado e perde para o Atlético-PR

Por Meu Timão

Guerrero esteve muito apagado

Guerrero esteve muito apagado

Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

O Corinthians acumulou mais um resultado ruim. Na Arena da Baixada, o Timão foi derrotado por 1 a 0 pelo Atlético-PR e caiu para a sétima colocação na tabela do Campeonato Brasileiro. Apesar da derrota, a diferença para o G-4 se manteve em três pontos (mais os critérios de desempate). Caindo pela tabela como está o time alvinegro, a situação poderia ser muito pior.

Sem objetivo, pênalti bobo

O Corinthians entrou com uma formação teoricamente ousada. Sem Ralf, suspenso, Mano escalou o meio-campo com Bruno Henrique, Elias, Petros e Renato Augusto. Com mais toque de bola e vocação ofensiva, a expectativa de que a equipe atacaria o Atlético-PR, mesmo jogando na Arena da Baixada, era alta.

Entretanto, o que se viu, foi um Corinthians burocrático e sem criatividade. Elias jogava recuado, Bruno Henrique e Renato Augusto erravam passes e Petros ficava isolado em busca de espaços. Guerrero, sumido, e Malcom, aberto pela direita, não produziam. O adversário cresceu na partida.

Mas, mesmo gostando do jogo, o rubro-negro paranaense contou com uma forcinha alvinegra. Elias cometeu pênalti claro e infantil aos 41 minutos. Cléo bateu com tranquilidade e fez o gol da vitória parcial do mandante.

Corinthians corre atrás do prejuízo, mas sem sucesso

Desde o apito inicial da segunda etapa, ficou claro que o Corinthians buscaria o empate a qualquer custo. Mesmo em uma tarde pouca inspirada tecnicamente, a equipe alvinegra tentava penetrar no forte ferrolho armado pela equipe paranaense. Malcom era caçado pelos atleticanos, mas nas bolas paradas o Timão não era preciso.

Aos 17, Mano procurou deixar a equipe ainda mais ofensiva sacando Petros e promovendo a entrada de Ángel Romero. A partir disso, o Timão foi só ataque.

Mas esse ataque era ineficiente, às vezes preguiçoso. Rondando muito a área adversária, os homens de frente do Corinthians não conseguiam uma infiltração, um passe preciso. As investidas, então, se resumiam aos cruzamentos pouco caprichados de Fagner e Fabio Santos. Um time previsível, sem ímpeto, facilmente marcável.

O técnico corinthiano ainda tentava mudar o panorama da partida. Danilo veio para o lugar de Renato Augusto, mas nem a atitude e nem o rendimento mudou. A equipe seguia sem finalizar e quem não chuta, não marca. Após uma vitória importante no clássico de semana passada, o Corinthians acumulou duas derrotas fora de casa e transformou o que poderia ser uma reação em uma derrocada.

Pelo Brasileirão, o Corinthians voltará a campo no próximo sábado, 18h30, contra o Sport, na Arena Corinthians. Antes disso, porém, o Timão encara o Atlético-MG na primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida entre Corinthians e Atlético-PR

  • 1000 caracteres restantes