Rodriguinho é sondado por clube árabe e Timão pode lucrar com sua venda

Rodriguinho é sondado por clube árabe e Timão pode lucrar com sua venda

Por Larissa Emanuelle

18 mil visualizações 57 comentários Comunicar erro

Rodriguinho, em treino do Corinthians no CT Joaquim Grava

Rodriguinho, em treino do Corinthians no CT Joaquim Grava

Segundo o diário Lance!, o meia Rodriguinho, que pertence ao Timão e está emprestado ao Grêmio, pode ter seu rumo modificado mais uma vez. O jogador foi sondado pelo clube Al- Sharjah, dos Emirados Árabes.

Rodriguinho chegou ao Corinthians como uma revelação do futebol mineiro e foi utilizado pelo técnico Mano Menezes, mas acabou perdendo espaço no time alvinegro e foi emprestado ao Grêmio. Após a chegada de Luís Felipe Scolari ao tricolor gaúcho, o meia também perdeu espaço na sua atual equipe.

O Grêmio não deve ter o interesse de comprar em definitivo o jogador do Timão, já que hoje o seu valor alcança R$ 4 milhões. Com isso, o clube árabe deve tentar contratar o jogador nos próximos dias.

Rodriguinho está emprestado ao time gaúcho até dezembro deste ano e 50% dos seus direitos econômicos pertencem ao Corinthians. Caso a sua compra seja realizada de forma definitiva (100%), o Timão deve receber boa parte do lucro.

Veja Mais:

  • Jair passa orientação a Thiaguinho, novo segundo volante titular do Timão

    Jair pode repetir Corinthians para duelo com Atlético-PR; veja única dúvida na escalação

    ver detalhes
  • Carlos Augusto, que está na Seleção Brasileira Sub-20, embarca de Goiânia; Vital e os demais viajam para Curitiba saindo de São Paulo

    Com Carlos Augusto, Corinthians relaciona 23 jogadores para enfrentar o Atlético-PR

    ver detalhes
  • Corinthians caiu nas oitavas de final da Sul-Americana 2017, para o Racing (ARG)

    Menos tenso, Corinthians busca a Sul-Americana 2019; seis motivos mostram importância do torneio

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez e Matias Ávila participaram do Papo Reto desta terça-feira

    Déficit do Corinthians sobe para R$ 26 milhões, mas diretoria comemora ao comparar com 2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes