Justiça condena Timão à pagar dívida à Ponte Preta por Ferrugem

Justiça condena Timão à pagar dívida à Ponte Preta por Ferrugem

Por Larissa Emanuelle

O Timão atrasou o pagamento, que envolve o lateral Ferrugem, e precisará resolver o problema

O Timão atrasou o pagamento, que envolve o lateral Ferrugem, e precisará resolver o problema

A Justiça condenou o Corinthians à pagar uma dívida com a Ponte Preta que envolvia o empréstimo do lateral Ferrugem. O clube alvinegro atrasou o pagamento do salário e agora precisará arcar com mais uma despesa, como informa o site Globo Esporte.

Condenado pelo juiz Gilberto Luis Carvalo Franceschini, o Timão pode utilizar três formas de pagamento da dívida: saldando o valor à vista e reduzindo os honorários; oferecendo bens ou depositando 30% do que foi solicitado e assim pagar o restante de forma parcelada.

A Ponte Preta chegou à notificar o Corinthians duas vezes. Como não teve êxito, decidiu procurar a Justiça.

"Tentamos receber as parcelas por diversas vezes. Chegamos a notificar duas vezes. Mas como não tivemos resposta, decidimos entrar com uma ação de execução", afirmou o diretor jurídico do outro clube paulista.

Atual jogador do Corinthians, Ferrugem deve permanecer à disposição do técnico Mano Menezes pelo menos até o fim do Campeonato Paulista. O acordo para que este fosse contratado pelo Timão alcançava o valor de R$ 600 mil.

Veja Mais:

  • Fiel apoiou Timão no treino pré-Dérbi em Itaquera

    Fiel provoca rival na Arena: 'Você não vive sem a Série B'; assista

    ver detalhes
  • Bandeiras de mastro na Arena Corinthians

    'O melhor treino para o maior clássico do mundo', por Bruno Teixeira Rolo

    ver detalhes
  • Kazim terá nova oportunidade como titular diante do Palmeiras

    Em treino aberto na Arena, Carille define novo Corinthians para clássico

    ver detalhes
  • Carille terá onze suplentes à disposição no clássico

    Jadson fica fora do Dérbi; veja lista de relacionados do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes