Briga de organizadas faz Corinthians perder mando de campo

Briga de organizadas faz Corinthians perder mando de campo

Por Larissa Emanuelle

33 mil visualizações 345 comentários Comunicar erro

Corinthians é punido e perde um mando de campo

Corinthians é punido e perde um mando de campo

Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira (03), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva avaliou a briga entre as torcidas organizadas do Timão, no clássico contra o São Paulo, que aconteceu na Arena Corinthians, e decidiu uma punição.

Após analisar as imagens da confusão no setor Norte do estádio, que foi controlada pela Polícia, o STJD resolveu punir o clube alvinegro com a perda de um mando de campo. Além de julgar o problema nas arquibancadas, o lateral Fábio Santos também esteve como réu no tribunal, já que foi expulso no majestoso, e foi punido com uma partida, já cumprida.

Com a punição definida pelo tribunal, o Corinthians pagará uma multa de R$ 50 mil e precisará jogar uma partida à 100 km da capital, provavelmente contra o Vitória, quando a equipe alvinegra volta à ser mandante no Campeonato Brasileiro.

No entanto, o Timão jogará na Arena Corinthians neste sábado, contra o Sport, partida válida pelo Campeonato Brasileiro. Após esta rodada, terá uma sequência de três partidas como visitante na competição.

Veja Mais:

  • Inicialmente exposta no Memorial, a estátua de Sócrates está na Arena Corinthians

    Conheça o escultor Laércio Alves, que homenageou Sócrates em estátua exposta na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade, atual e ex-presidentes do Corinthians

    Corinthians registra déficit de R$ 35 milhões em 2017; veja números do balanço financeiro

    ver detalhes
  • Renovação, declaração do Balbuena e a posição do Meu Timão

    [Danilo Augusto] Renovação, declaração do Balbuena e a posição do Meu Timão

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez, Roberto de Andrade e Gobbi, últimos presidentes do Corinthians

    Diretor financeiro do Corinthians analisa detalhes do balanço de 2017; leia a entrevista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes