Advogado do Timão demonstra confiança no caso Petros: 'Está no BID, está no mundo'

Advogado do Timão demonstra confiança no caso Petros: 'Está no BID, está no mundo'

Por Larissa Emanuelle

Advogado do Timão acredita que não há irregularidade no caso Petros

Advogado do Timão acredita que não há irregularidade no caso Petros

O advogado do Corinthians, João Zanforlin, demonstrou confiança diante do Caso Petros e acredita que não houve nenhuma irregularidade em seu contrato. Segundo ele, o nome no BID foi colocado de forma correta.

"O nome foi publicado no BID, então o Corinthians não tem nada ver com isso. O Corinthians agiu conforme manda as regras. Desde que advogo no Tribunal de Justiça Desportiva, existe um ditado: 'O que está no BID, está no mundo. O que não está no BID, não está no mundo'. A partir do momento que o nome estava lá, o Corinthians não fez nada de errado".

No entanto, o representante do clube alvinegro preferiu não afirmar se houve erro por parte da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ou da Federação Paulista de Futebol (FPF).

"Aí já é uma questão do Tribunal avaliar".

Caso o Superior Tribunal de Justiça Desportiva analise e conclua que existiu alguma irregularidade por parte do Corinthians, o time paulista pode perder pontos no Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Corinthians volta a brincar sobre confusão do Dérbi e promete novidade no uniforme

    Corinthians volta a brincar sobre confusão do Dérbi e promete novidade no uniforme

    ver detalhes
  • Furlan apita sexta partida do Corinthians na carreira

    Após polêmica no Dérbi, FPF define trio de arbitragem para próximo jogo do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assegurou que o espaço (acima do número) está livre para ser negociado

    Patrocinador não cumpre acordo e Corinthians já negocia espaço do uniforme

    ver detalhes
  • Jadson deve reestrear pelo Corinthians apenas na próxima quarta-feira

    Corinthians divulga lista de relacionados para pegar Mirassol sem nenhum meia

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes