Em xeque, Mano Menezes não conquista título desde 2009; possibilidade de demissão é real

Em xeque, Mano Menezes não conquista título desde 2009; possibilidade de demissão é real

Por Meu Timão

41 mil visualizações 367 comentários Comunicar erro

Mano pode cair

Mano pode cair

Mano Menezes não está tão absoluto no comando corinthiano quanto se pensa. Nas últimas horas, após o vexame frente ao Atlético em Minas Gerais, o presidente Mario Gobbi vem sofrendo pressão de todos os lados para demitir o atual treinador da equipe. Entre os argumentos, além do fraco desempenho do time na temporada, os recentes trabalhos de Mano.

O técnico gaúcho chegou ao Corinthians em 2008 para resgatar o orgulho da equipe. Como credencial, um título da série B pelo Grêmio (2005), e um bicampeonato gaúcho (2006 e 2007). À época, Mano estava na moda. O trabalho, de certa forma, funcionou.

O Timão foi campeão da série B e subiu. Contudo, perdeu uma Copa do Brasil praticamente ganha. Em 2009, com o efeito Ronaldo, levantou as taças do Paulistão (invicto) e da Copa do Brasil (último título do treinador).

De lá pra cá, só fracassos. Em 2010, o Corinthians caiu no Paulistão e na Libertadores. Mano abandonou a equipe no início do Brasileirão para assumir a seleção.

Por lá, faturou dois Superclássicos das Américas, o mesmo que nada. Caiu na Copa América e não chegou ao ouro olímpico.

De volta ao futebol brasileiro, não emplacou no Flamengo. Aguardou confortavelmente a saída de Tite, e voltou ao Corinthians.

Levou 5 do Santos, caiu no Paulistão. Oscilou no Brasileirão e deixa a equipe fora do G-4 até o momento. Copa do Brasil praticamente classificado e o vexame estabelecido.

Um técnico arrogante, sem títulos recentes e nada muito expressivo.

Mano balançou e uma reunião hoje, no CT Joaquim Grava, pode derrubar o treinador - que inclusive pode optar pela demissão. Silvinho é cotado para assumir até o final do ano, mas em reunião recente entre Mario Gobbi e os possíveis candidatos à presidência, Tite foi nome de consenso e pode aparecer ainda em 2014.

Resta passar o tempo e ver o que acontece.

Veja Mais:

  • Na segunda partida da temporada, Corinthians de Carille já conheceu o sabor da derrota

    Corinthians marca no início, mas leva virada e sofre primeira derrota no Campeonato Paulista

    ver detalhes
  • Gustagol sobe de cabeça contra zaga do Guarani; camisa 19 é ponto alto do Timão

    Gustagol é eleito craque, e trio de defensores decepciona na primeira derrota do Corinthians em 2019

    ver detalhes
  • Argentino Mauro Boselli já treina com bola e pode estrear no fim de semana

    Carille é cauteloso, mas não descarta estreia de Boselli contra Ponte Preta

    ver detalhes
  • Arana voltou a atuar pelo Sevilla, mas segue na mira do Corinthians

    Duílio garante que rumo das negociações não mudam após Arana voltar a atuar pelo Sevilla

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes