Elias fala em 'sacanagem' da torcida e afirma: 'Temos vergonha na cara'

Elias fala em 'sacanagem' da torcida e afirma: 'Temos vergonha na cara'

Por Larissa Emanuelle

Elias esbravejou contra as críticas após a vitória sobre o Inter

Elias esbravejou contra as críticas após a vitória sobre o Inter

Foto: Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians

Após a vitória sobre o Internacional, no Beira Rio, o volante Elias resolveu esbravejar contra as críticas e afirmou que o elenco Corinthiano tem 'vergonha na cara'. O desabafo do jogador ainda tem relação com a partida contra o Atlético Mineiro.

"Momento é delicado. Entramos em campo em sexto colocado. Perder para o Atlético-MG é normal, mas não da maneira como foi. Não será essa derrota que vai apagar tudo que fizemos até aqui. Vamos lutar, hoje serviu para mostrar que temos vergonha na cara. Disseram muita besteira nessa semana, mostramos que merecemos respeito".

Quando perguntado sobre a sua condição no jogo contra a equipe mineira, quando o técnico Mano Menezes optou por deixá-lo no banco de reservas, o camisa 7 confirmou que não tinha condições de entrar em campo.

"É engraçado falar sobre isso. Joguei pela Seleção, cheguei ás 19h em Belo Horizonte e não tinha condições de entrar em campo. Foi conversado, foi discutido com a comissão técnica. O torcedor age com a emoção. Quando parar para pensar, vai ver que fizeram sacanagem comigo e com o Gil. Não será isso que vai apagar tudo que já fizemos pelo Corinthians".

O próximo jogo do Corinthians será contra o Vitória, pelo Campeonato Brasileiro, na Arena Pantanal. O clube paulista busca a sua segunda vitória consecutiva para voltar ao G4.

Veja Mais:

  • Emerson Sheik é esperado no CT do Corinthians na parte da tarde

    Zagueiro vai ao CT do Corinthians; Sheik e Matheus Vital são esperados no período da tarde

    ver detalhes
  • Na noite desta terça-feira, só a vitória importa ao Sub-20 do Timãozinho

    Tudo ou nada! Invicto, Corinthians mede força com Avaí pelas oitavas de final da Copinha

    ver detalhes
  • Henrique Dourado ainda pode reforçar Corinthians em 2018

    'Caso Gilberto' e atrito político: por que Corinthians ainda pode contratar Henrique Dourado

    ver detalhes
  • Antonio Roque Citadini não poderá concorrer na eleição de fevereiro

    Citadini tem candidatura à presidência do Corinthians impugnada

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes