Diretoria faz jogo duro na renovação de Guerrero

Diretoria faz jogo duro na renovação de Guerrero

Por Meu Timão

Guerrero pediu R$ 700 mil mensais

Guerrero pediu R$ 700 mil mensais

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Segundo o jornalista Jorge Nicola, do Yahoo, a primeira pedida salarial do atacante peruano Paolo Guerrero assustou a diretoria alvinegra.. O empresário do jogador exigiu R$ 700 mil reais mensais e um contrato de três anos para o atleta.

E a resposta do Corinthians foi imediata e "na lata": sem chance. Diante desse cenário, Guerrero teria baixado sua pretensão para R$ 600 mil reais. Ainda diante da recusa da diretoria, o jogador baixou o teto para R$ 500 mil e um ano e meio de salário. Além disso, Guerrero ainda terá direito a mais um salário anual, que será pago como prêmio pela assinatura.

Hoje, o camisa 9 embolsa R$ 350 mil por mês, atrás de Alexandre Pato, Emerson Sheik e Elias.

Guerrero está tão certo de que vai continuar no Brasil que passou os últimos dias em busca de casa em Alphaville. Detalhe importante: a pretensão do jogador é comprá-la.

A leitura da diretoria corintiana é de que ele não pensaria em gastar mais de R$ 6 milhões no imóvel para ir embora do Brasil em julho, quando se encerrará o atual contrato. Resta esperar e torcer para o jogador ficar.

Veja Mais:

  • Na Série B do Brasileirão pelo Internacional, Leandro Damião entrou na mira do Timão

    Corinthians inicia sondagem sobre centroavante do Internacional

    ver detalhes
  • Vilson só deve retornar aos treinos em fevereiro do ano que vem

    Vilson passa por nova cirurgia no joelho e deve perder pré-temporada do Corinthians; veja foto

    ver detalhes
  • Assim como no Paulistão, Cássio será o escolhido para levantar a taça do Brasileiro

    Carille define qual jogador do Corinthians vai levantar a taça do Campeonato Brasileiro de 2017

    ver detalhes
  • Jô pode deixar o Corinthians ao fim da temporada

    Segundo jornalista, Jô pode deixar o Corinthians para atuar no futebol italiano

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes