Grêmio e Internacional se unem para tentar prejudicar o Corinthians

Grêmio e Internacional se unem para tentar prejudicar o Corinthians

Por Meu Timão

Caso Petros pode tirar 4 pontos do Corinthians

Caso Petros pode tirar 4 pontos do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians

Mesmo após a Federação Paulista de Futebol assumir a culpa pelo registro errado no caso Petros, alguns clubes ainda tentam fazer com que o Corinthians perca pontos por ter escalado o jogador.

E pra isso acontecer, os rivais históricos Grêmio e Internacional irão se unir no julgamento, como partes interessadas, pra tentar fazer com que o Corinthians seja prejudicado no julgamento que acontecerá no SJTD nessa segunda-feira.

Em entrevista ao site GloboEsporte.com, o vice-presidente de futebol do Internacional, Marcelo Medeiros, comentou sobre o a união dos dois times.

- Temos interesse comum. Esperamos que o Tribunal se pronuncie, entendemos que há um aspecto irregular. O Tribunal já se manifestou em situações parecidas e puniu o clube - disse, Marcelo.

Caso o Corinthians seja punido na décima terceira denuncia do STJD contra o clube, só em 2014, o clube pode perder quatro pontos no Brasileirão e ainda levar multa de até R$ 100 mil.

Só pra poder mensurar a diferença, clubes como Chapecoense, Vitória e Atlético-PR tem apenas uma denuncia cada um, pela mesma entidade carioca.

Veja Mais:

  • Corinthians encerrou preparação contra a Ponte Preta

    Clima bom, susto de Pablo e escalação do Corinthians: o último treino antes da Ponte Preta

    ver detalhes
  • Casuals foi derrotado nos pênaltis neste sábado; próxima temporada só em agosto

    Nos pênaltis, Corinthian-Casuals perde final e adia sonho de subir de divisão

    ver detalhes
  • Carille contará com 23 jogadores em Campinas neste domingo

    Corinthians relaciona 23 jogadores para final em Campinas

    ver detalhes
  • Pablo não deve ser problema contra a Ponte Preta

    Pablo dá susto em último treino do Corinthians antes de decisão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes