12 motivos que tiraram o Corinthians da briga por títulos na temporada

12 motivos que tiraram o Corinthians da briga por títulos na temporada

Por Meu Timão

Gobbi e Mano Menezes foram os maiores alvos da torcida na temporada

Gobbi e Mano Menezes foram os maiores alvos da torcida na temporada

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

A temporada ainda não acabou, mas os corinthianos já tem razão de sobra para lamentarem os resultados do ano. Embora o Corinthians tenha inaugurado sua Arena, ganhado todos os clássicos em casa no Brasileiro e ainda tenha chances de classificação para Libertadores - o time não tem chances de título.

Desde 2011, este é o primeiro ano em que o Timão passa em branco e não leva pra casa nenhum troféu. Resultado decepcionante para a torcida que esperava uma "renovação" no clube, que desde 2013 veio caindo de rendimento.

Apesar disso, o desempenho do Corinthians acabando sendo pior do que na era Tite, frustando torcedores. Por que o Corinthians sendo um dos maiores clubes do Brasil, com maior orçamento e torcidas ainda não conseguiu se estabelecer como uma potência nos gramados? Uma retrospectiva da temporada, feita pela equipe do site MeuTimão.com.br levanta os principais problemas dentro e fora dos campos, enfrentados pelo clube em 2014:

1. STJD

O Corinthians foi o recordista em denúncias no STJD esse ano. Até a data dessa matéria, foram totalizadas 15 denúncias. A estatística tornou o Timão o time que mais recebeu denúncias no STJD, com o dobro de denúncias do segundo colocado, o Botafogo. Até bexigas, crianças em campo - e por pouco um cachorro - viraram motivos para denunciar o clube.

Petros e Guerrero - jogadores importantíssimos no esquema de Mano Menezes - perderam vários jogos por suspensão. Mas muitos outros jogadores também estiveram na mira: o desgaste dos julgamentos e até o custo dos mesmos para os clube é outro fator a ser considerado.

2. O reserva de Guerrero

O Corinthians não conseguiu trazer um reserva definitivo para Guerrero. Um atacante com as características similares ao peruano já era parte dos planos de Tite e foi insistentemente pedido por Mano Menezes desde o início da temporada.

A diretoria tentou alguns nomes mas não conseguiu reforçar a posição dentro do que tinha disponível para o investimento. Por isso, toda vez que o craque não pode estar em campo - e nesse ano, foram várias as ausências por punições ou convocações - o Corinthians precisou mudar o esquema tático.

3. Problemas financeiros

Não é segredo para nenhum torcedor que o Corinthians vive um momento negro em suas finanças. Uma das causas levantadas é a construção da Arena e a frustada negociação de naming rights. As despesas na obra, atraso de isenções e outros fatores afetaram o caixa do Corinthians. O investimento em Alexandre Pato é citado como outro motivo.

Com alto salário, o jogador nunca emplacou e acabou por não justificar os R$40 milhões pagos pelo Corinthians em seu passe, em 2013. O valor é praticamente igual ao déficit orçamentário do clube em 2014 - são R$44 milhões negativos nos cofres do Timão. Independente dos motivos, faltou caixa ao clube pra fazer investimentos em grandes jogadores para a temporada.

4. Crise no futebol

O futebol brasileiro, como um todo, vive um momento de instabilidade. A realização da Copa do Mundo - e o fracasso publicitário do evento - minou ainda mais os investimentos e afastou patrocinadores.

O cenário político e econômico no Brasil também é desfavorável e os clubes se afogam em dívidas. O Corinthians e muitos outros times precisam contar com antecipações da cota de TV. Com a recessão generalizada, saíram na frente os times que viviam fase melhor e mantiveram seu elenco, caso dos clubes mineiros, Cruzeiro e Atlético.

5. Eleições no clube

O último ano de mandato de Gobbi foi marcado pelas indefinições e pelo jogo político dentro do PSJ, que vem afetando diretamente o futebol. O atual presidente, acusado pela torcida como um dos responsáveis pelo "fracasso" tentou a reforma política, mas foi derrotado pelos opositores.

Uma das mudanças propostas diziam respeito à data das eleições: Gobbi se comprometia a encurtar seu mandato para evitar que as eleições no Timão coincidissem com o início da temporada. Com a derrota, o cenário não é bom pro futebol do Corinthians: indefinição de treinador e planejamento atrasado vão fazer com que a nova gestão faça as mudanças necessárias já com a temporada em curso, o que coloca o time em desvantagem.

6. Datas Fifa

Com um bom número de estrangeiros, e dois brasileiros na seleção, o Corinthians tem cinco jogadores que já foram convocados para os times de seus países ao longo do ano: Elias e Gil, Romero, Guerrero e Lodeiro. E o maior problema das convocações é a CBF, que optou por não paralisar os campeonatos nacionais.

Com partidas acontecendo, os times precisam arcar com o prejuízo em campo que a ausência de seus jogadores em campo. Muitos torcedores culpam exatamente a convocação de Dunga, que tirou Gil e Elias do jogo contra o Atlético-MG que eliminou o Corinthians da Copa do Brasil.

7. Elenco reduzido

Em 2014, o Corinthians contratou pouco (e de forma mais modesta) enquanto vendeu e dispensou muitos jogadores. Mano veio ao time com a missão de "renovar" o elenco, mas teve pouco recurso financeiro para trazer novos jogadores. Dos que chegaram, muitos não atenderam as expectativas da torcida como foi o caso de Lodeiro, Romero, Jadson e até mesmo do ídolo Elias.

Dos que começaram 2014 com contrato com o clube, nove jogadores foram negociados após poucas partidas: Pato, Sheik, Ibson, Douglas, Edenílson, Jocinei, Ramírez, Diego Macedo, Rodriguinho e Paulo André deixaram o clube. Outros nomes foram embora no meio da temporada, como Romarinho, Guilherme e Cléber.

8. Desconfiança com treinador

Embora tenha feito uma história bastante positiva em sua primeira passagem no Timão, Mano Menezes sofreu desde o início com a desconfiança da torcida e imprensa. Desde que deixou o clube para defender a seleção, o treinador não se destacou muito.

Após uma passagem conturbada e a saída "mal explicada" do Flamengo, Mano chegou em cenário hostil no Corinthians. A saída de Tite também dividia torcida e diretoria - o treinador conquistou tudo pelo Timão - e aumentou a pressão sob o sucessor. Isso tornou seu comando muito mais suscetível à crises e especulações, criando mais instabilidade no clube.

9. "Empatite" mal curada

A maior crítica dos torcedores a respeito de Tite era o sistema altamente defensivo do Corinthians - o futebol "retrancado" rendeu um sem número de empates que irritaram os torcedores e ocasionaram o fracasso no Brasileirão 2013. Com a chegada de Mano, pouca coisa mudou.

Em 2013, o Corinthians terminou o Brasileiro com 17 empates (quase um turno do competição empatando) - esse ano foram 12, faltando ainda cinco rodadas. O número coloca o Corinthians como o time que (de longe) mais empatou nas duas edições do torneio. Apesar disso, o ataque melhorou, e muito: o Corinthians conseguiu marcar quase o dobro de gols da temporada passada.

10. Idade do elenco

O Corinthians é um time desequilibrado sob o ponto de vista da experiência: enquanto tem jogadores muito velhos, outros são jovens demais. É o caso do ataque corinthiano, com exceção de Guerrero, os demais jogadores ainda são inexperientes: Luciano (22), Romero (21), Malcom (17), Gustavo Tocantins (18).

No time dos veteranos, Danilo encabeça a lista com 35 anos, seguido por Jadson (31), Ralf e Guerrero (30), Fábio Santos e Elias (29). Parte deles, e do treinador, a responsabilidade de orientar os mais novos, e evitar que a pressão sob eles fique ainda maior.

11. Viagens extras

Uma das maiores barreiras para o futebol brasileiro, é sem dúvida, a extensão territorial do país. Mas nenhum time sentiu mais isso este ano do que o Corinthians - o time atuou em todas as regiões do Brasil.

As viagens, desgastam fisicamente os jogadores e eliminam dias de treinamento, gastos no deslocamento. O Corinthians sofreu especialmente a questão com a venda de mandos de campo de rivais: Bragantino (pela Copa do Brasil), Botafogo e Goiás usaram o Corinthians como fonte de receita e venderam mandos para estádios afastados. Além do desgaste (e custo) maior, o Timão não ganha nada nesses acordos.

12. Disputa acirrada

Em 2011, o Corinthians ganhou o Campeonato Brasileiro sob o comando do técnico Tite. Naquela época, o time terminou a competição com 71 pontos, e possuia 58 pontos até a 33a rodada. Agora, em 2014, o time estaria apenas 1 ponto atrás - com 57.

Isso indica que o Corinthians fez sim, boa campanha, porém não conseguiu fazer uma campanha tão boa quanto as dos rivais. Exatamente por isso a torcida tenha cobrado tanto o time pelas derrotas para times menores, que roubaram pontos importante do Timão.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Melhor comentário

    Foto do perfil de jefferson

    Ranking: 2288º

    Jefferson 253 comentários

    por @jefferson1979

    Na minha opinião 12 motivos seria :
    1 - mano menezes
    2-mano menezes
    3-mano menezes
    4-mano menezes
    5-mano Menezes
    6-mano Menezes
    7-mano Menezes
    8-mano Menezes
    9-mano menezes
    10-mano Menezes
    11-mano Menezes
    12-mano Menezes

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de jefferson

    Ranking: 2288º

    Jefferson 253 comentários

    61º. por @jefferson1979

    Mas quem escala os 11 carinhas é tal do mano.ou eu to errado? Você ta gostando do futebol que o time ta jogando? Você viu o jogo contra o botafogo, Atlético mg, esse na copa do Brasil. Atlético pr, chapecoense entre outros... Se você gostou do que viu Parabéns.

    Foto do perfil de JEAN

    JEAN 582 comentários

    12/11/2014 às 20h44 por @dr.jean

    Que criativo! Aff... Como se os 11 carinhas no campo, que recebem salários absurdos, não tivessem qualquer responsabilidade...

  • Foto do perfil de Amanda

    Ranking: 26ª

    Amanda 890 comentários

    60º. por @amanda.vargas

    A realidade, é que a diretoria, o técnico e alguns jogadores são INCOMPETENTES...

  • Foto do perfil de JEAN

    Ranking: 998º

    Jean 582 comentários

    59º. por @dr.jean

    Que criativo! Aff... Como se os 11 carinhas no campo, que recebem salários absurdos, não tivessem qualquer responsabilidade...

    Foto do perfil de jefferson

    jefferson 253 comentários

    11/11/2014 às 20h44 por @jefferson1979

    Na minha opinião 12 motivos seria :
    1 - mano menezes
    2-mano menezes
    3-mano menezes
    4-mano menezes
    5-mano Menezes
    6-mano Menezes
    7-mano Menezes
    8-mano Menezes
    9-mano menezes
    10-mano Menezes
    11-mano Menezes
    12-mano Menezes

  • Foto do perfil de Julio

    Ranking: 5842º

    Julio 73 comentários

    58º. por @julio.wallace.correi

    Corinthians em 12/11 = 10 pontos atrás do Cruzeiro.

    Figueirense x Corinthians, perdemos em casa, - 3 pontos
    Corinthians X Botafogo, empatamos em casa, -2 pontos
    Vitória x Corinthians, empatamos, time no Z4, dava pra ganhar - 3 pontos
    Corinthians x Bahia, empatamos em casa, -2 pontos

    Já dariam os 10 pontos.

    Ainda houveram tropeços com Criciúma, Chapecoense Coritiba e Botafogo que brigam para não cair. Dentre empates e derrotas, dava pra tirar daí pelo menos 5 pontos. Pronto, estaríamos na frente (somados com os resultados de cima) 5 pontos na frente do líder!

  • Foto do perfil de Wilker

    Ranking: 2257º

    Wilker 257 comentários

    57º. por @wilker.cavalcante

    É mano faltou o 13º - Erros de arbitragem

    Foto do perfil de Miro

    Miro 3688 comentários

    12/11/2014 às 06h24 por @psiquiatra

    Faltou aí a arbitragem, os resultados manipulados pelo Heber Lopes contra o gaymio lá no rs, contra o flamerda quando o Sandro Ricci só fez até chover no maracanã além é obvio de dar a vitória ao flamerda, e teve outros, gols impedidos e validados contra nós, gols legitimos a nosso favor que foram invalidados, pênaltis inventados como aquele contra o fluminenC na Arena Corinthians, um jogo após depois do assalto cometido pelo Heber Lopes na repupliqueta do riogrande.

  • Foto do perfil de Miro

    Ranking: 89º

    Miro 3688 comentários

    56º. por @psiquiatra

    Faltou aí a arbitragem, os resultados manipulados pelo Heber Lopes contra o gaymio lá no rs, contra o flamerda quando o Sandro Ricci só fez até chover no maracanã além é obvio de dar a vitória ao flamerda, e teve outros, gols impedidos e validados contra nós, gols legitimos a nosso favor que foram invalidados, pênaltis inventados como aquele contra o fluminenC na Arena Corinthians, um jogo após depois do assalto cometido pelo Heber Lopes na repupliqueta do riogrande.

  • Foto do perfil de Romario

    Romario 8 comentários

    55º. por @romario.santos3

    Se jogar com vontade e tranquilidade os jogos restantes e ganhasse eles pra mim seria campeão com meritos mais e até bom que não seja campeão que o mano tem que cair

  • Foto do perfil de Vagner

    Ranking: 295º

    Vagner 1520 comentários

    54º. por @vagner.eyzon

    Colocaria o 13°;a incompetente diretoria q/temos;sem atitude

  • Foto do perfil de Sergio

    Ranking: 44º

    Sergio 5986 comentários

    53º. por @timao.ate.o.fim

    STJD, suspensões, convocações para seleções, viagens, tudo isso é normal. O que pesou e mais irritou nisso tudo, na minha opinião, foi a falta de ousadia do time, que é orientado para não perder, em vez de ganhar os jogos.

  • Foto do perfil de Julio

    Ranking: 227º

    Julio 1864 comentários

    52º. por @julioblack

    O futebol brasileiro está um lixo, isso é verdade. Os times estão nivelados por baixo. Nem mesmo o Cruzeiro e Atlético têm supertimes. Na verdade, estão com praticamente a mesma base do ano passado e isso é sim vantajoso.
    Os times que estão na parte de cima da tabela são os menos piores. Nosso atual futebol só tem UM craque no mundo inteiro. Talvez o Diego Costa (que não é mais nosso) poderia ser considerado o 2º melhor pelo que vem apresentando no Chelsea. Mas não é mais nosso. Isso não é comum no nosso futebol - vide seleções mais antigas como 82,86,94,98,2002 e 2006, que independente de ser campeão ou não, tinha MAIS DE UM craque no time.
    Agora, 0 que irrita a gente é a maneira que o Corinthians se porta em determinadas situações, como parecer ficar satisfeito com 1x0. Me lembro do time de 90, que era mais tão (ou mais) limitado que este de 2014, mas jogava com uma raça do k-c.t e derrubou vários "favoritos" à sua frente. Já o de hoje desanima. Mas ainda creio no G-4.