Perseguido, Corinthians pode ser punido por cachorro na Arena

Perseguido, Corinthians pode ser punido por cachorro na Arena

Por Meu Timão

10 mil visualizações 182 comentários Comunicar erro

Cachorro atrasou o reinicio da partida em 2 minutos

Cachorro atrasou o reinicio da partida em 2 minutos

A perseguição do STJD atrás do Corinthians parece não ter fim. E pra piorar, a invasão em campo de um cachorro pode servir de desculpas pra entidade carioca, dona do Brasileirão, prejudicar o clube do Parque São Jorge mais um vez.

A invasão do cachorro, após a marcação e a desmarcação do pênalti a favor do Corinthians, foi relatada na súmula do péssimo árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima.

- Informo que aos 16 minutos do primeiro tempo, a partida ficou paralisada por 2 minutos devido a entrada de cachorro no campo de jogo - escreveu o árbitro, na súmula da partida.

Segundo o artigo 206 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, o Timão pode ser multado por atrasar o jogo em 2 minutos. A pena é de medida administrativa, é pode custar até R$2 mil aos cofres do clube.

Vale lembrar que o Corinthians é o clube com mais denuncias recebidas do STJD, e recentemente foi punido até por deixar cair bexigas no gramado.

O mais estranho de tudo isso, é pensar que o árbitro não deverá ser punido, também por atraso da partida, ao ficar marcando e desmarcando infrações durante a partida.

Veja Mais:

  • De volta à equipe titular, Roger bate papo com auxiliar Fabinho

    Com Roger, Corinthians é escalado para duelo contra Botafogo; veja as opções no banco

    ver detalhes
  • Jonathas passa por trote na concentração do Corinthians; centroavante conhece camisa

    Jonathas passa por trote na concentração do Corinthians; reforço conhece número da camisa

    ver detalhes
  • Corinthians tem mais de 21 milhões de seguidores nas redes sociais

    Corinthians é o único clube de fora da Europa no top 15 de redes sociais em estudo alemão

    ver detalhes
  • O Corinthians que eu quero

    VÍDEO: O Corinthians que eu quero

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes