Corinthians entra em campo com camisa especial no clássico contra o Santos

Corinthians entra em campo com camisa especial no clássico contra o Santos

Por Meu Timão

Corinthians repete ação beneficiente e entra em campo contra o trabalho infantil

Corinthians repete ação beneficiente e entra em campo contra o trabalho infantil

No clássico deste domingo, o Corinthians entrará em campo com uma camisa diferente. Para conscientizar as pessoas pelo fim do trabalho infantil, o Timão e mais sete clubes irão entrar em campo com as camisas especiais.

O rival no clássico, o Santos, também aderiu ao movimento e entra em campo com os Time participa da ação contra o trabalho infantil, promovida pelo Ministério Público do Trabalho. Além de Corinthians e Santos, mais 7 times aderiram à campanha: Palmeiras, São Paulo, Cruzeiro, Sport e Coritiba.

Com os dizerem "Trabalho infantil não é Legal", o Ministério Público do Trabalho pretende conscientizar a população contra o trabalho de crianças e adolescentes - que é crime e dá cadeia.

O combate à prática é uma das prioridades da entidade, que pretende colocar o tema em discussão. Esta não é a primeira vez que o Corinthians entra em campo por uma "boa causa" - campanhas como a AACD e Sangue Corinthiano já fizeram parte das mensagens do Timão.

Veja Mais:

  • Divulgação de oferta inicial do Corinthians pode melar contratação de Drogba

    Documento oficial com proposta por Drogba vaza e pode atrapalhar acordo

    ver detalhes
  • John Terry postou foto com Drogba, Willian e outros jogadores do Chelsea em seu perfil no Instagram

    Já em Londres, Drogba se encontra com ex-Corinthians e outros jogadores do Chelsea

    ver detalhes
  • Com Guilherme no meio, Timão tenta conquistar primeira vitória em clássicos em 2017

    Corinthians encara rival São Paulo em decisão da Florida Cup

    ver detalhes
  • Jean apareceu com óculos por conta de uma conjuntivite

    Conjuntivite ataca jogador do Corinthians, que vai a treino de óculos e vira alvo dos amigos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes