Corinthians entra em campo com camisa especial no clássico contra o Santos

Corinthians entra em campo com camisa especial no clássico contra o Santos

Por Meu Timão

Corinthians repete ação beneficiente e entra em campo contra o trabalho infantil

Corinthians repete ação beneficiente e entra em campo contra o trabalho infantil

No clássico deste domingo, o Corinthians entrará em campo com uma camisa diferente. Para conscientizar as pessoas pelo fim do trabalho infantil, o Timão e mais sete clubes irão entrar em campo com as camisas especiais.

O rival no clássico, o Santos, também aderiu ao movimento e entra em campo com os Time participa da ação contra o trabalho infantil, promovida pelo Ministério Público do Trabalho. Além de Corinthians e Santos, mais 7 times aderiram à campanha: Palmeiras, São Paulo, Cruzeiro, Sport e Coritiba.

Com os dizerem "Trabalho infantil não é Legal", o Ministério Público do Trabalho pretende conscientizar a população contra o trabalho de crianças e adolescentes - que é crime e dá cadeia.

O combate à prática é uma das prioridades da entidade, que pretende colocar o tema em discussão. Esta não é a primeira vez que o Corinthians entra em campo por uma "boa causa" - campanhas como a AACD e Sangue Corinthiano já fizeram parte das mensagens do Timão.

Veja Mais:

  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes