Com Ronaldo, Corinthians tenta jogos na Ásia e Oriente Médio em 2010

Diretoria de marketing sonha com partida diante de grande clube espanhol, mas primeiramente mira sucesso do Fenômeno na China
Ronaldo, uma mina de ouro para o Corinthians

Ronaldo, uma mina de ouro para o Corinthians

Foto: Daniel Augusto JR/Agência Estado

De volta à Taça Libertadores, o Corinthians quer expandir suas fronteiras não só na América do Sul. Unindo o retorno à maior competição do continente ao centenário e também à fama de Ronaldo, o Timão negocia, em parceria com Fabiano Farah, agente do Fenômeno, a realização de amistosos no Oriente Médio e Ásia, mas sonha em enfrentar também um grande clube da Espanha.

A ideia do departamento de marketing do Alvinegro é adotar estratégia semelhante ao que o Real Madrid faz anualmente: rechear os cofres com partidas diante de equipes de menor expressão, sobretudo na China, mercado em maior expansão em todo o planeta, usufruindo da fama e do carisma de seu camisa 9.

- Imaginem se fizermos um amistoso com o Ronaldo na China o que venderíamos de camisas? Vamos bater o pé firme para fazer amistosos fora - discursou o diretor de marketingo Luiz Paulo Rosenberg.

Para atingir a meta, o Corinthians conta com a influência de Fabiano Farah. O empresário tem estreitas ligações com os clubes europeus (fez parte das transações de compra de Kaká e Xabi Alonso pelo Real Madrid) e portas abertas na Ásia e no Oriente Médio. Com aval da direção, já conversa com algumas equipes do exterior, principalmente depois da confirmação da permanência do ídolo até o fim de 2011.

- Eu me tornei o departamento de vendas do Ronaldo, e o Fabiano Farah se tornou o departamento de vendas do Corinthians. Nossa associação envolve três tipos de produtos: uniforme, licenciamentos e amistosos. Estamos trabalhando o tempo todo, pensando em trazer o Huracán para comemorar a vinda do Defederico e até a possibilidade de trazer um bom time espanhol - acrescentou Rosenberg.

De certo apenas o amistoso contra o Corinthians Casuals, clube inglês que deu origem ao nome do Timão. Como a equipe atualmente é apenas amadora, o Alvinegro promete somente uma exibição sem a importância do resultado.

- Vamos trazer o Corinthians Casuals ano que vem. É um evento do centenário e não futebolístico. Vamos tratar com muito respeito e o placar vai ser 4 a 4. Vai ser jogo de comadre - completou o dirigente, rindo.

Fonte: Globo Esporte

Com Ronaldo, Corinthians tenta jogos na Ásia e Oriente Médio em 2010 Com Ronaldo, Corinthians tenta jogos na Ásia e Oriente Médio em 2010 0

Veja Mais:

  • Jadson pode ser o primeiro grande reforço do Timão em 2017

    [Marco Bello] Jadson pode ser o primeiro grande reforço do Timão em 2017

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade tem buscado diminuir dívidas do Corinthians a longo prazo

    Corinthians abre números, mostra dívidas diminuírem e tem lucro parcial em 2016

    ver detalhes
  • De volta ao Timão, Marciel deve enfrentar Botafogo neste sábado

    Sem Cássio, Carille surpreende e promove duas mudanças no time para pegar Botafogo

    ver detalhes
  • Carille terá 22 jogadores à disposição neste sábado contra o Botafogo

    Com só dois meias, Carille relaciona 22 jogadores contra o Botafogo

    ver detalhes

Contra quais times o Corinthians deveria marcar amistosos?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes