Juventude e experiência: Com gols de Malcom e Renato Augusto, Timão bate o Bahia

Corinthians Corinthians 2 x 1 Bahia Bahia

Brasileirão 2014

Juventude e experiência: Com gols de Malcom e Renato Augusto, Timão bate o Bahia

Por Meu Timão

Malcom fez gol após assistência de Cássio

Malcom fez gol após assistência de Cássio

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O Corinthians foi até a Fonte Nova e, na raça e na insistência, venceu. Após sair na frente em bonito lance durante o primeiro tempo, passou a maior parte do jogo se preocupando em não tomar gol e cedeu campo ao Bahia que com o empate quase estraga a festa. Em uma partida dominada, que parecia ganha, o Timão precisou de Danilo, Renato Augusto e raça para fazer o segundo no final da partida e garantir os três pontos.

Cássio "garçom" e Timão na frente

O começo da partida foi agitado, mas ruim para o Corinthians. Em menos de cinco minutos, o Bahia abriu o placar em jogada de bola parada. Porém, com o impedimento de Kieza, a arbitragem anulou - e bem, o gol dos donos da casa e deixou tudo no zero novamente. Mesmo assim, até os vinte minutos, o adversário, desesperado na briga contra o rebaixamento, pressionava e não deixava o Timão jogar.

Sentindo falta de Guerrero e com Luciano e Malcom no ataque, a equipe ficou dependente da armação de Renato Augusto. Bem marcado, o camisa 8 buscava o auxílio dos laterais, presos na marcação do time baiano. Restou, então, contra-atacar.

E foi assim que o Corinthians chegou ao gol. Após cobrança de falta, Cássio saiu do gol e fez a defesa. Esperto, lançou Malcom que já a frente da defesa do Bahia partiu do campo antes da linha de campo - sem impedimento. O menino dominou de cabeça, bateu forte e deixou a bola no fundo do gol de Marcelo Lomba. 1 a 0 Timão.

Depois da vantagem, naturalmente - e como sempre - a equipe recuou. Nervoso, o Bahia não conseguia se organizar e era presa fácil para a defesa alvinegra. Marcando forte e com Cássio seguro, como em chute de Bruno Paulista, o Corinthians terminou o primeiro tempo na frente.

Não recua, pô!

Dez em dez corinthianos pensaram essa frase no início da segunda etapa. mas não teve jeito. Tal qual cachorro late e gato mia, o Corinthians começou recuou e passou a jogar na segurança, em busca de uma bola. Com a enorme deficiência técnica do adversário, o Timão foi ganhando campo e dos dez minutos em diante, o alvinegro ficava mais no campo de ataque do que na defesa. Com Uendel na vaga de Fábio Santos, o lado esquerdo ofensivo estava mais forte. Faltava chegar com clareza ao gol.

Como o Corinthians não conseguiu, o Bahia se aproveitou. William Barbio, que acabara de entrar em campo, fez o cruzamento e Kieza, esperto, concluiu antecipando-se a Felipe. 1 a 1.

Daí por diante, pressão desorganizada do adversário e o Corinthians assustado. Faltava produção com qualidade de ambas as partes e o jogo ficou travado.

Mano, então, colocou Danilo e Tocantins nas vagas de Petros e Luciano buscando uma melhora ofensiva. E foi com eles que o Timão virou. Tocantins deu para Danilo que cruzou com perfeição para Renato Augusto definir. 2 a 1 Timão que está na briga pela Libertadores.

O próximo adversário do Timão será o Goiás, na quarta-feira, em Belém. A equipe goiana, para lucrar, levou o jogo para o Mangueirão na capital paraense. O Corinthians fica em quinto com 60 pontos, mas com um jogo a menos que o Internacional que mantém a mesma pontuação. O Atlético-MG, que pode chegar também aos 60 pontos, ultrapassará o Timão em caso de vitória. Mesmo assim, com confrontos diretos contra Grêmio e Fluminense, o alvinegro está vivíssimo na luta pela vaga na competição continental.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida entre Corinthians e Bahia

  • 1000 caracteres restantes