Torcedores acendem sinalizadores na Arena Corinthians e são agredidos

Torcedores acendem sinalizadores na Arena Corinthians e são agredidos

Por Larissa Emanuelle

9.6 mil visualizações 161 comentários Comunicar erro

Na partida entre Corinthians e Grêmio, torcedores acenderam sinalizadores

Na partida entre Corinthians e Grêmio, torcedores acenderam sinalizadores

Após o gol marcado por Guerrero diante do Grêmio, torcedores empolgados com a vitória do time alvinegro acenderam sinalizadores, que são proibidos nos estádios. Preocupados com uma possível punição ao Timão, Corinthianos agrediram os donos dos artefatos.

A partida entre as duas equipes foi paralisada pelo árbitro Ricardo Marques até que os sinalizadores pudessem ser apagados pela torcida. Caso o juiz tenha relatado em sua súmula o ocorrido, é bem possível que o clube paulista possa ser denunciado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Neste ano, o Corinthians tem sido um dos clubes mais denunciados do país pelo tribunal e uma possível punição pelos sinalizadores pode fazer o time de Mano Menezes perder mandos de campo, mais uma vez.

O próximo jogo do Timão será contra o Fluminense, fora de casa, ainda pelo Campeonato Brasileiro. Um empate garante o time alvinegro na Libertadores da América.

Veja Mais:

  • Corinthians perdeu para o São Paulo, mas se manteve na mesma posição na tabela do Brasileiro

    Corinthians não perde posições mesmo com derrota; veja tabela atualizada do Brasileirão

    ver detalhes
  • Pedrinho e Romero já tiveram bom rendimento atuando juntos

    Concorrentes para Loss, Pedrinho e Romero vinham jogando juntos com Carille; relembre rendimento

    ver detalhes
  • Corinthians já lucrou quase R$ 100 milhões com negociação de jogadores

    Balanço do Corinthians previa R$ 50 milhões em vendas, mas clube já arrecadou quase o dobro em 2018

    ver detalhes
  • O apresentador e ex-jogador Neto se irritou com o momento atual do Corinthians

    Ex-jogadores do Corinthians comentam derrota no Majestoso nas redes sociais

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes