Jogador do Grêmio concorda com árbitro e contradiz Felipão

Jogador do Grêmio concorda com árbitro e contradiz Felipão

Por Meu Timão

Felipão foi contradito pelo seu próprio jogador

Felipão foi contradito pelo seu próprio jogador

[[BANNER]]

O técnico Luiz Felipe Scolari passou mais uma vergonha nesta segunda-feira. Depois pedir pênalti contra o Corinthians após um cruzamento feito por Ramiro onde a bola teria desviado na mão de Fábio Santos, o próprio jogador do Grêmio não concordou com o treinador da equipe gaúcha. Ao desembarcar em Porto Alegre, Ramiro, o jogador que cruzou a bola, foi claro ao dizer que não houve infração do Corinthians:

- Não reclamei de pênalti porque achei que não foi. Fui eu quem cruzou a bola, nem reclamei. - disse o atleta do Grêmio, em entrevista publicada no site ESPN.

O treinador que vem colecionando fracassos fez o Brasil ser goleado em casa na Copa do Mundo e ajudou bastante no último rebaixamento do Palmeiras, em 2012. E de tanto reclamar, Felipão acabou sendo zoado pela torcida do Corinthians no final da partida.

Ainda assim, o treinador aproveitou a entrevista coletiva após o término da partida para reclamar de lateral, do caso Petros, de faltas, de ser prejudicado no jogo contra o Cruzeiro, só não reclamou do 7x1...

Veja a zoeira da torcida

Veja Mais:

  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes