Gobbi fala em 'loucura' pra ter Guerrero e garante treinador em janeiro

Gobbi fala em 'loucura' pra ter Guerrero e garante treinador em janeiro

Por Meu Timão

Gobbi deu entrevista à rádio Globo

Gobbi deu entrevista à rádio Globo

Foto: Reprodução/ESPN

O presidente Mário Gobbi em entrevista à rádio Globo, declarou que não irá medir esforços para renovar o contrato com Guerrero - mesmo que isso signifique uma "loucura financeira". Embora o contrato com o jogador vá até julho de 2015, o momento de evidência do craque preocupa os corinthianos.

Para Gobbi, manter o jogador é uma missão - que ele planeja cumprir antes do fim do mandato. O dirigente lembrou que a renovação é lenta, uma vez que o projeto é um contrato de 3 anos. O jogador, com 30 anos, estaria assinando provavelmente seu último contrato na carreira.

Mas o mandatário é categórico sobre o interesse em manter o jogador. Para ele, os parâmetros financeiros do futebol precisam mudar, mas Guerrero pode ser a exceção à regra: "O que é loucura? Talvez loucura seja deixá-lo e depois ter que arcar mais para repor a peça".

Na entrevista, o presidente também lembrou da situação de Mano Menezes - embora para ele, o treinador devesse ficar, é primordial decidir quem ficará no comando do Timão. Gobbi reiterou que pretende reunir os candidatos para uma escolha antes de janeiro.

Veja Mais:

  • Feliz, Jadson comemora 'primeira viagem' com Timão em rede social

    Feliz, Jadson comemora 'primeira viagem' com Timão em rede social

    ver detalhes
  • Campeão da Copinha, o jovem Pedrinho pode estrear na quarta-feira

    Com Pedrinho e Jadson, Corinthians divulga relacionados para pegar o Brusque; Rodriguinho fora

    ver detalhes
  • Jadson é opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1º

    Jadson viaja a Santa Catarina e pode fazer a reestreia pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Carille comandou trabalho do Corinthians no CT antes de viagem a Brusque

    Com Jadson, Corinthians se reapresenta e faz último treino no CT; Camacho retorna

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes