Guerrero aceita receber salário menor e sua renovação de contrato com o Timão se aproxima

Guerrero aceita receber salário menor e sua renovação de contrato com o Timão se aproxima

Por Larissa Emanuelle

Guerrero é o artilheiro do Timão no Campeonato Brasileiro e reafirmou o seu desejo de ficar

Guerrero é o artilheiro do Timão no Campeonato Brasileiro e reafirmou o seu desejo de ficar

Artilheiro do Corinthians na temporada e no Campeonato Brasileiro, o centroavante Guerrero está perto de resolver sua renovação de contrato com o Timão. O peruano aceita receber um salário menor para permanecer no clube paulista.

O camisa nove aceitou ceder cerca de 40% das luvas e a diretoria do Corinthians ofereceu aproximadamente R$ 10 milhões, como informa o site Terceiro Tempo. Em entrevista ao UOL esporte, Ronaldo Ximenes comentou sobre a renovação de contrato do jogador.

"O Paolo retornou da seleção peruana e chegou focado no jogo. Achamos melhor deixar o assunto para essa semana, pois estamos na reta final. Tudo nos indica que estamos muito próximos de concluir a renovação com êxito. Quando isso ocorrer, divulgarei os valores como sempre fiz".

Se acontecer um acordo entre Corinthians e Guerrero, o goleador peruano deverá receber R$ 500 mil por mês, chegando ao teto salarial do clube. Contratado este ano, o volante Elias recebe o mesmo.

Veja Mais:

  • Feliz, Jadson comemora 'primeira viagem' com Timão em rede social

    Feliz, Jadson comemora 'primeira viagem' com Timão em rede social

    ver detalhes
  • Campeão da Copinha, o jovem Pedrinho pode estrear na quarta-feira

    Com Pedrinho e Jadson, Corinthians divulga relacionados para pegar o Brusque; Rodriguinho fora

    ver detalhes
  • Jadson é opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1º

    Jadson viaja a Santa Catarina e pode fazer a reestreia pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Carille comandou trabalho do Corinthians no CT antes de viagem a Brusque

    Com Jadson, Corinthians se reapresenta e faz último treino no CT; Camacho retorna

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes