Corinthians x Vasco da Gama

Pela Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Corinthians enfrenta agora o Vasco da Gama

Acompanhe ao vivo

Corinthians é inocentado pela segunda vez e não perderá pontos em 'caso Petros'

Corinthians é inocentado pela segunda vez e não perderá pontos em 'caso Petros'

Por Meu Timão

15 mil visualizações 174 comentários Comunicar erro

Corinthians foi absolvido no caso Petros

Corinthians foi absolvido no caso Petros

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Na manhã desta quinta-feira, uma notícia boa para os torcedores corinthianos. O STJD decidiu em julgamento que o Corinthians não deverá ser penalizado por escalação irregular no caso Petros.

O resultado acaba com as pretensões de Grêmio e Internacional de tirar pontos do Timão no "tapetão". A decisão poderia punir o clube com pena de até 4 pontos, fazendo com que o Internacional ultrapasse o Corinthians na tabela do Campeonato Brasileiro.

O Timão já havia sido inocentado anteriormente, mas os times gaúchos entraram com recurso que levaram a novo julgamento. O advogado Décio Neuhaus, um dos auditores do STJD teria sido acusado de fazer lobby a favor da pena.

Curiosamente, como publicado no Meu Timão, o mesmo advogado havia se posicionado de maneira contrária quando o mesmo episódio ocorreu com Brasília x Paysandú, na final da Copa Verde de 2013. A decisão é final uma vez que o julgamento em segunda instância não permite novos recursos.

Entenda o caso

O imbróglio teve início quando o Corinthians registrou novo contrato do jogador Petros. Anteriormente atuando por empréstimo no clube, o contrato com data registrada no dia 01 de agosto só teria validade no dia seguinte - um sábado. Por não ser uma data útil, a validade efetiva seria a partir do dia 04 de agosto, na segunda-feira.

O nome porém foi publicado no BID na mesma sexta, e com o aval, o Corinthians entrou com o jogador em campo contra o Goiás, no dia 03. A CBF reconheceu o erro, e acabou sendo penalizada no primeiro julgamento com pagamento de multa - enquanto o Corinthians foi inocentado.

Os times gaúchos, porém, na disputa direta pela vaga da Libertadores contra o Corinthians não se conformaram. Grêmio e Internacional entraram com recurso e acompanharam o novo julgamento.

Em sua defesa, o Corinthians alegou que Petros preenchia dos dois requisitos necessários para o jogo - contrato válido e o nome publicado no registro. A FPF cometeu o equívoco no preenchimento dos documentos, e o próprio Marco Polo Del Nero isentou o clube.

Veja Mais:

  • Léo Santos está de volta ao time titular; Corinthians busca primeira vitória após volta de Carille

    Carille saca Marllon e define Corinthians para jogo contra Guarani

    ver detalhes
  • Gustagol estará outra vez no comando de ataque corinthiano; Carille leva 21 jogadores

    Sem Boselli e Manoel, Carille relaciona 21 jogadores para duelo com Guarani

    ver detalhes
  • A saída de Romero do Corinthians | #113

    VÍDEO: A saída de Romero do Corinthians | #113

    ver detalhes
  • Dirigentes do Timão e executivos do BMG formalizaram parceria que vai além de patrocínio

    Corinthians e BMG detalham parceria e adiantam: 'Valor é incalculável'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes