Com dois pênaltis, Fluminense vira o jogo e trava sequência positiva do Corinthians

Com dois pênaltis, Fluminense vira o jogo e trava sequência positiva do Corinthians

Por Meu Timão

Cássio reclamou da arbitragem

Cássio reclamou da arbitragem

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Em uma partida que não valia muito para o Fluminense, mas valia tudo pelo Corinthians, Guerrero foi, novamente, decisivo. Logo aos cinco minutos de jogo, após uma bola espirrada pelo goleiro Diego Cavalieri, o peruano só empurrou para as redes e fez a festa da torcida alvinegra.

Em um primeiro tempo truncado, com a bola presa no meio campo em grande parte do tempo, o Coringão foi mais eficiente e conseguiu construir a vantagem e, ao mesmo tempo, marcar e conter o ataque do Fluminense. Para se ter uma ideia, até os 35 minutos do primeiro tempo, o goleiro Cássio não havia feito nenhuma defesa.

Nesse minuto, aliás, o Fluminense fez um gol de cabeça, que gerou alguma reclamação da equipe do Rio, mas o atacante Fred estava impedido e a arbitragem anulou o tento corretamente.

Fora isso, o Fluminense não chegava. O meio campo formado por Ralf, Elias, Petros e Renato Augusto conseguia conter todo e qualquer avanço por parte de Conca, Wagner, Diguinho e Valencia.

Apesar da aparente tranquilidade, o Corinthians deu azar. Em uma bola cruzada por Rafael Sobis, do lado esquerdo do campo, Ralf desviou contra a própria meta e acabou tirando Cássio da bola. Empate do Fluminense e uma frustração para o primeiro tempo alvinegro.

A Segunda Etapa e a Virada Tricolor

A volta para o intervalo começou como a primeira etapa. Uma forte pressão alvinegra nos primeiros minutos e muitas chances perdidas. O próprio Guerrero teve duas oportunidades consecutivas e não conseguiu botar o Coringão na frente.

E, assim como na primeira etapa. o Corinthians sofreu com a fatalidade. Em uma boa cruzada na área, Edson subiu mais que Fábio Santos e fez o segundo para o tricolor do Rio.

Na sequência, dois pênaltis seguidos para o Fluminense e dois gols de Fred. Vale o destaque que, na segunda penalidade, Fábio Santos fez a falta fora da área e o juiz, de maneira equivocada, acabou marcando a penalidade. Completamente irritado, Mano acabou sendo expulso de campo.

A atitude do comandante alvinegro acabou sendo o retrato do time em campo: perdido, desorientado e sentindo os três gols sofridos. Apesar da larga vantagem tricolor, o Corinthians acabou indo para cima e, com Danilo no lugar de Gil, acabou descontando e fazendo 4 x 2 aos 39 do segundo tempo.

Vale o destaque que, no lance anterior ao gol alvinegro, Fábio Santos acabou perdendo um pênalti e, na sequência, gol do Timão. A pressão alvinegra continuou e o Timão perdeu três gols seguidos.

Novamente, no contra-ataque, Conca driblou um zagueiro e marcou o quinto gol alvinegro, fechando a conta no Maracanã. Desolação pelo lado alvinegro e muita festa dos cariocas no Maracanã. Fica a revolta por conta do segundo pênalti marcado contra o Corinthians e pelo azar nas finalizações corinthianas.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes