Tite admite negociação com o Inter em entrevista coletiva e Ronaldo Ximenes fala sobre a duração do contrato

Tite admite negociação com o Inter em entrevista coletiva e Ronaldo Ximenes fala sobre a duração do contrato

Por Meu Timão

Durante sua apresentação, Tite falou sobre diversos assuntos diferentes

Durante sua apresentação, Tite falou sobre diversos assuntos diferentes

Durante a entrevista coletiva, como não poderia deixar de ser, o técnico Tite falou sobre sua vida enquanto estava desempregado e sobre o interesse do Internacional.

- Só abri possibilidades profissionais para o Corinthians e outros clubes depois do término do Brasileiro. Isso porque quero ficar bem comigo mesmo. Gostaria que fizessem isso comigo. Houve possibilidades. Não vou negar a conversa com o Internacional. Com outros clubes não houve conversa porque havia algo encaminhado com o Corinthians. Estou muito feliz - disse.

Outro ponto importante que foi abordado durante a entrevista, tratou sobre o tempo de contrato do novo comandante alvinegro. E o diretor Ronaldo Ximenes falou sobre a longa duração do contrato de Tite:

- É um projeto do clube. De 2008 até hoje, e se tudo der certo até 2017, neste período de dez anos o Corinthians terá três técnicos. Esse modelo é para elaborar o projeto a longo prazo. Não é algo imediatista com resposta em seis meses. Sabemos que isso não dá certo no futebol. Por isso o Corinthians se tornou vitorioso. - declarou.

Além disso, Tite fez questão de não se comparar com Mano Menezes e preferiu falar sobre etapas profissionais:

-Todos os profissionais passam por etapas. Não é legal comparar. O Mano teve sua etapa. Agora vamos seguir em frente e colocar o Corinthians acima de qualquer coisa. As negociações começaram após o fim do Brasileiro, houve interesse assim que decidiram que o Mano não ficaria - e ainda acrescentou:

- Tenho a dimensão exata da responsabilidade. Eu me preparei em termos educacionais e profissionais para isso. Tenho essa dimensão. Também tento evitar comparações. Meu respeito profissional ao Mano é muito grande. Cada um cria sua própria etapa e própria história. Comparações não levam a lugar algum - finalizou.

Veja Mais:

  • Rodriguinho enfrenta o Patriotas na Colômbia; fora Gabriel, Carille promove quatro novidades

    Em treino na Colômbia, Carille define escalação do Corinthians para jogo da Sul-Americana

    ver detalhes
  • Cássio ergue taça de campeão paulista 2017; jogador está perto de atingir 300 jogos

    Perto dos 300 jogos, Cássio elege Corinthians de 2017 o melhor grupo do qual fez parte

    ver detalhes
  • Da arquibancada para o campo: estádio de adversário do Corinthians não tem alambrado; veja vídeo

    Da arquibancada para o campo: estádio de adversário do Corinthians não tem alambrado; veja vídeo

    ver detalhes
  • Romarinho foi protagonista da final da Libertadores há cinco anos

    Viraliza na web versão de gol do Romarinho narrado por Galvão Bueno; assista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes