Tite mostra todo seu sentimento ao falar de sua volta ao Coringão

Tite mostra todo seu sentimento ao falar de sua volta ao Coringão

Por Meu Timão

Tite falou em sua entrevista coletiva

Tite falou em sua entrevista coletiva

Foto: Marcos Ribolli

A entrevista de Tite teve tudo para ser comum, como a dos outros técnicos. Contudo, foi muito mais do que isso. Em um misto de emoção e novidades, o treinador falou sobre sua volta, o que aprendeu no ano sabático e do que espera para 2015.

A primeira boa resposta foi com relação à montagem do elenco para 2015:

- Vem da linha do processo de construção da equipe. Dos sete semestres que passei aqui sempre teve reformulação. Foi assim ano passado. É natural essa troca, oxigenação, para que a equipe cresça. Isso não depende do técnico - frisou.

Além disso, o treinador também brincou sobre a Arena Corinthians e falou sobre o que aprendeu nesse ano sabático:

- Estou com invencibilidade de um ano (risos). Trabalhos específicos ofensivos, busquei isso. Ficou me batendo. Queria ter uma gama maior de trabalhos ofensivos para passar aos atletas e ser exigente. Mantendo aquela ideia de futebol equilibrado. Entendo dessa forma. - disse, sorrindo.

Além disso, Tite também falou sobre "colocar a cara para bater" e sobre, novamente, o Internacional:

- Era muito fácil para mim não aceitar o convite do Corinthians. Muito fácil dizer não ao Corinthians. Porque eu poderia ser vaidoso e querer que apenas se lembrassem de mim. Cobrado eu vou ser em qualquer situação. Vou sair da minha zona de conforto e colocar minha cara de novo para bater.

- Minha filha passou no vestibular em Porto Alegre, vai ficar lá agora. Quando conversei com o Internacional, disse que tinha um dever de gratidão muito recente a um clube extraordinário, e isso pesa muito mais do que valores. - disse.

Ronaldo Ximenes aproveitou, também, para explicar a saída de Tite no ano passado:

- Em 2013, era o momento de interromper aquele ciclo, todas as partes entendiam assim. Hoje é dia de recomeçar o ciclo. Ele não será cobrado de maneira imediatista, porque confiamos no trabalho dele. Ele tem história e currículo. A torcida do Corinthians confia nele. Hoje é a hora de recomeçar. O campeão voltou - sorriu.

Veja Mais:

  • Rodriguinho enfrenta o Patriotas na Colômbia; fora Gabriel, Carille promove quatro novidades

    Em treino na Colômbia, Carille define escalação do Corinthians para jogo da Sul-Americana

    ver detalhes
  • Cássio ergue taça de campeão paulista 2017; jogador está perto de atingir 300 jogos

    Perto dos 300 jogos, Cássio elege Corinthians de 2017 o melhor grupo do qual fez parte

    ver detalhes
  • Da arquibancada para o campo: estádio de adversário do Corinthians não tem alambrado; veja vídeo

    Da arquibancada para o campo: estádio de adversário do Corinthians não tem alambrado; veja vídeo

    ver detalhes
  • Romarinho foi protagonista da final da Libertadores há cinco anos

    Viraliza na web versão de gol do Romarinho narrado por Galvão Bueno; assista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes