Para pagar parcela de Elias, presidente alvinegro comprometeu contrato do Corinthians até o ano de 2017

Para pagar parcela de Elias, presidente alvinegro comprometeu contrato do Corinthians até o ano de 2017

Por Meu Timão

7.9 mil visualizações 85 comentários Comunicar erro

Mário Gobbi, presidente do Corinthians

Mário Gobbi, presidente do Corinthians

Pressionado pela dívida de um milhão de euros, cerca de R$ 3,2 milhões de reais pela primeira parcela a ser paga na compra do volante Elias, o presidente Mário Gobbi adotou um procedimento que desagradou a oposição do Corinthians.

Responsável por montar e administrar franquias da loja oficial Todo Poderoso Timão, a empresa SPR Sports renovou contrato que venceria em breve por mais três temporadas. As luvas da operação serviram para Gobbi pagar o Sporting-POR pela compra de Elias. As informações são do portal Uol.

Se analisarmos o negócio na prática, a renovação feita por Mário Gobbi significa que o próximo presidente, que assume dentro de um mês, não poderá cuidar de mais um contrato importante na gestão do Corinthians. Ao todo, o clube irá receber mais R$ 15 milhões pelo acordo em si. A operação foi realizada há pouco mais de dois meses.

Em agosto do ano passado, Gobbi fez um procedimento parecido para salvar de condenação o ex-presidente Andrés Sanchez, o candidato Roberto de Andrade, o candidato a vice-presidente André Luiz de Oliveira e o diretor financeiro Raúl Correa. O contrato de patrocínio com a Nike, vigente até 2022, foi espichado até 2025. O adiantamento de R$ 20 milhões serviu para pagar 20% de dívidas tributárias contraídas nos últimos anos.

Veja Mais:

  • Antonio Roque Citadini quase não concorreu na eleição de fevereiro

    Citadini lamenta sobre eleição no Corinthians: 'Essa campanha sangrenta me tirou as chances'

    ver detalhes
  • Jean (ao centro) deve sair; lateral Romão também não convenceu comissão técnica

    Entenda por que diretoria do Corinthians ainda não se desfez de jogadores 'encostados' do elenco

    ver detalhes
  • Matheus Matias (à esq.) foi assunto na entrevista coletiva do diretor adjunto Duílio Monteiro

    Corinthians confirma porcentagem adquirida de Matheus e alerta: 'Tendência é ir devagar'

    ver detalhes
  • Mauro da Silva (auxiliar), Duílio Monteiro Alves (diretor-adjunto de futebol) e Alessandro (gerente) durante um dos treinos no CT

    Diretoria assume dificuldade por um 9: 'Futebol na América do Sul pagando salários de Europa'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes